Pernambuco registra mais de 2,3 mil casos da covid-19 neste sábado (10)

Vale lembra que, de acordo com a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, ''novas medidas podem ser tomadas''

NOVO CORONAVíUS
Pernambuco registra mais de 2,3 mil casos da covid-19 neste sábado (10)

Leitos de UTI dedicados a pacientes com sintomas de covid-19 em Pernambuco - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, neste sábado (10), 2.354 casos da covid-19 em Pernambuco. Entre os registrados, 163 (7%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.191 (93%) são leves. Além disso, também foram confirmadas 58 mortes devido ao novo coronavírus, ocorridas entre 26/09/2020 e 09/04/2021.  Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Ao todo, com os números deste sábado (10), Pernambuco totaliza 368.700 casos confirmados da covid-19 sendo 37.552 graves e 331.148 leves. Em relação ao número de mortes, o Estado confirmou 12.744 óbitos pela novo coronavírus.

Valem lembrar que, durante 14 dias do mês de março, o Governo de Pernambuco implantou o período de quarentena em todo o Estado. Em seguida, a partir do dia 01 de abril, iniciou um novo Plano de Convivência com a covid-19, onde algumas atividades não essenciais puderam reabrir, desde que obedeçam as regras impostas.

O que é medida móvel?

Até a sexta-feira (09), os casos da covid-19 fizeram com que Pernambuco atingisse uma média móvel, que leva em consideração os dados dos últimos sete dias. O número representou uma tendência estabilidade de -10% com relação à média móvel do número de casos de 14 dias atrás. 

> Covid-19: ''Novas medidas podem ser tomadas'', diz secretária sobre atividades em Pernambuco

> Temos estoque de todas as 18 medicações, diz secretário após relatos de falta de sedativos em PE

A média móvel é entendida como índice ideal para medir o avanço da pandemia em um local. Ela contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade. Com relação às mortes, o Estado atingiu a média móvel de 56 óbitos, apresentando uma tendência de alta de 16%.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.