Bombeiro diz que estudante que se abrigou em fachada para fugir de incêndio agiu na 'adrenalina'

O estudante foi socorrido após se abrigar na fachada do 15º andar de prédio para fugir de incêndio no Recife

SUSTO
Bombeiro diz que estudante que se abrigou em fachada para fugir de incêndio agiu na 'adrenalina'

Incêndio aconteceu no início da manhã deste domingo (18) - Foto: Reprodução/ Cortesia

As imagens de um estudante sendo resgatado de um incêndio após se abrigar na sacada do 15º andar de um prédio no Recife chamaram atenção. O capitão do Corpo de Bombeiros Erivelton Alves de Bezerra, comandante da operação que resgatou o jovem, conta que a corporação só encontrou a vítima após os moradores de prédios vizinhos apontarem a existência de alguém no local. 

Em entrevista à Rádio Jornal, nesta segunda-feira (19), um dia após o episódio, ele comenta a ocorrência. “É uma situação inusitada a cada ocorrência, por mais que a gente tenha anos de serviço”, falou o capitão. “Observamos populares de prédios vizinhos que começaram a acenar. Foi aí que quando colocamos a cabeça para fora da janela achamos a vítima entre um pavimento e outro. A preocupação, a partir desse momento, foi manter contato verbal com a vítima para mantê-la o mais calma possível até realizarmos o salvamento”, completou. 

Susto 

De acordo com o capitão, o estudante estava dormindo quando foi surpreendido pelas chamas. “Na hora ele estava meio atordoado, sem saber o que estava fazendo. Pelo que entendi, ele estava dormindo e quando acordou se deparou com aquela fumaça no apartamento. A primeira atitude dele, na adrenalina, foi chegar aquele local. Conversamos bastante com ele enquanto minha equipe estava procurando o melhor acesso [para o resgate]”, lembrou o militar. 

Segundo Bezerra, a corporação usou o acesso à caixa do ar-condicionado para que o estudante entrasse no apartamento. “Ainda tivemos dificuldade porque na parte interior do cômodo as paredes já estavam completamente cobertas pela fuligem, e não tinha como diferenciar o que era parede e o que era forro de gesso que estava cobrindo a abertura do ar-condicionado (...) Até então, ainda existia o risco dele cair. Só depois que seguramos a mão dele tivemos a certeza de que ele estava salvo, porque da mão do bombeiro é praticamente impossível a gente soltar”, afirmou. 

Ele ainda acrescenta que o trabalho é gratificante. "Não existem palavras para explicar aquele momento que é vivenciado por nós, bombeiros. Por mais que a adrenalina venha alta, nós precisamos manter a tranquilidade e passar a vítima", disse. 

Relembre o caso 

Um estudante de 22 anos foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, na manhã deste domingo (18), após um incêndio atingir um apartamento no 15º andar. O detalhe surpreendente desse caso é que o jovem precisou se abrigar em um recuo da fachada do prédio, uma parte que é destinada aos ar-condicionados para tentar se salvar das chamas.

O momento do resgate do estudante foi registrado por vizinhos de outros prédios. Assim que os bombeiros apagaram as chamas, um buraco foi aberto na parede e um bombeiro segurou a mão do rapaz até que ele conseguisse entrar novamente no apartamento.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.