Instituto JCPM promove nova rodada de distribuição de cestas básicas a famílias carentes do Recife

Nesta terça-feira (20), quase 3.400 cestas básicas serão distribuídas

IJCPM
Instituto JCPM promove nova rodada de distribuição de cestas básicas a famílias carentes do Recife

Entrega de cestas básicas (arquivo) - Foto: Bruno Campos/ JC Imagem

O Instituto JCPM promove nova rodada de doação de cestas básicas a famílias carentes do Recife. Nesta terça-feira (20), mais 3.392 unidades serão distribuídas para um público já cadastrado. Entre os beneficiários, os mais de 1.300 jovens matriculados em cursos de qualificação oferecidos pelo Instituto, além de 15 instituições parceiras. 

Do total, 2.260 cestas serão destinadas a moradores das comunidades do Pina e de Brasília Teimosa, na zona sul do Recife. Moradores da Ilha de Deus também receberão os alimentos. 

“Com a pandemia, tivemos de redefinir nosso trabalho para atender a população mais carente. Aquela que foi devastada pela pandemia. Organizamos distribuição de cestas básicas, prestigiando os mercadinhos locais para a compra dos alimentos. Fazemos uma sondagem, vemos a população que está com maior necessidade e fazemos a doação”, explicou a diretora de Desenvolvimento Social do Grupo JCPM, Lucia Pontes, no Passando a Limpo, da Rádio Jornal, nesta terça-feira. 

Até aqui, o IJCPM já entregou mais de 43 mil cestas básicas desde o início da pandemia. É visível que a fome vem aumentando nas cidades. É extremamente duro ver pessoas que não têm absolutamente nada para comer. É preciso aumentar essa corrente de solidariedade. Sabemos que toda a sociedade está sendo impactada, mas a fome é o mais urgente dos problemas. A retomada da economia ainda é cercada de incerteza, prolongando o sofrimento de quem não tem renda”, pontua Lúcia. 

Doações

“Foram levados em consideração os bolsões com maior vulnerabilidade social, identificados, também, a partir de uma sondagem realizada pelo IJCPM, considerando a precariedade de estrutura das residências, além de maior quantidade de pessoas morando na mesma unidade. Outro indicador de apoio foi uma sondagem sobre os impactos da pandemia na população da região e o cadastro dos inscritos no Fundo Social - programa criado pelo Instituto em 2020 para apoiar os pequenos empreendedores informais que foram impactados com a perda de mercado consumidor”, explica comunicado do IJCPM.

Ouça a entrevista de Lúcia Pontes no Passando a Limpo, na íntegra:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.