Novo plano de convivência com a covid-19, orçamento de 2021, parcialidade de Moro: Veja o que você precisa saber pra começar o dia bem informado

Essas são as principais notícias para você começar o dia bem informado

ASSUNTOS DO DIA
Novo plano de convivência com a covid-19, orçamento de 2021, parcialidade de Moro: Veja o que você precisa saber pra começar o dia bem informado

Projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Victor Tavares | vtavares@ne10.com.br

Veja o que você precisa saber para começar o dia bem informado

Depois de impasse com Congresso, Bolsonaro sanciona Orçamento de 2021 com vetos. Sem receber quantidade esperada de doses, Pernambuco deve atrasar início de vacinação de pessoas com comorbidades. Maioria do STF mantém julgamento que declarou Moro parcial. Ex-secretário do governo Bolsonaro Wajngarten diz que houve 'incompetência' da Saúde no atraso das vacinas. Pernambuco divulga novo plano de convivência com a covid-19 até 9 de maio.

Orçamento 2021

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com veto parcial e bloqueio adicional, a Lei Orçamentária de 2021, a qual fixa as despesas e estima as receitas de todo o governo federal para o ano de 2021. Até a sanção, que ocorreu na noite desta quinta-feira (22), União vinha executando apenas as ações e programas considerados obrigatórios ou inadiáveis, dentro dos limites do orçamento provisório estabelecido pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Com a sanção do orçamento definitivo o restante das dotações fica destravada e o governo federal poderá voltar a fazer investimentos e executar programas discricionários - aqueles considerados não obrigatórios por lei. 

Distribuição dos cortes será definida por decreto de programação orçamentária, editado até o dia 29
Distribuição dos cortes será definida por decreto de programação orçamentária, editado até o dia 29
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Parcialidade de Moro

A maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta quinta-feira (22), para confirmar o julgamento da Segunda Turma que declarou o ex-juiz federal Sérgio Moro parcial ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na ação do triplex do Guarujá. A posição do plenário é mais uma vitória do petista e frustra o relator da Lava Jato, Edson Fachin, que havia tentado uma manobra para esvaziar a discussão sobre a atuação de Moro à frente da Justiça Federal de Curitiba. Na ação do triplex, Lula foi condenado por Moro a nove anos e seis meses de prisão, acabou enquadrado pela Lei da Ficha Limpa e foi afastado da corrida ao Palácio do Planalto nas últimas eleições.

Juiz Sergio Moro
Juiz Sergio Moro
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Novo plano de convivência

O Governo de Pernambuco anunciou, no início da tarde desta quinta-feira (22), que irá estender as atuais restrições do Plano de Convivência com a Covid-19 até o dia 9 de maio. Segundo o governo estadual, os ajustes serão realizados a partir da próxima segunda (26). Entre as mudanças, estão alterações no horário de funcionamento das atividades econômicas em geral e a liberação do comércio de praia, de segunda a sexta-feira. A decisão foi tomada após reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 realizada nessa quarta (21). Em pronunciamento, o governador Paulo Câmara informou que os números das últimas três semanas indicam uma estabilização de casos, internações e óbitos devido ao novo coronavírus em Pernambuco, mas com percentuais ainda em um patamar alto.

Paulo Câmara anunciou as medidas econômicas durante pronunciamento.
Paulo Câmara anunciou as medidas econômicas durante pronunciamento.
Reprodução

Atraso

Pernambuco deve receber 92 mil doses de CoronaVac a menos do que o previsto esta semana, segundo informou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (22). A expectativa era chegar, ao Estado, via Ministério da Saúde, cerca de 120 mil doses, especificamente para a segunda aplicação da vacina, mas a previsão é que Pernambuco só receba 28.400 doses da CoronaVac nesta sexta-feira (23). Com isso, o início da imunização das pessoas com comorbidades (doenças preexistentes, como hipertensão e diabetes) deve atrasar

CoronoVac: Vacina contra covid-19 produzida pela Sinovac Biotech
CoronoVac: Vacina contra covid-19 produzida pela Sinovac Biotech
Rovena Rosa/Agência Brasil

Incompetência

A entrevista foi publicada pela revista nesta quinta-feira (22). Wajngarten afirma que, ao saber da proposta da Pfizer, articulou reuniões com diretores da farmacêutica, mas que "as coisas travavam no Ministério da Saúde". Ao ser questionado sobre o que explica essa situação, respondeu: "Incompetência e ineficiência. Quando você tem um laboratório americano com cinco escritórios de advocacia apoiando uma negociação que envolve cifras milionárias e do outro lado um time pequeno, tímido, sem experiência, é isso que acontece".

Estudos feitos em Israel comprovaram a eficácia da vacina da Pfizer/BioNTech.
Estudos feitos em Israel comprovaram a eficácia da vacina da Pfizer/BioNTech.
Reprodução/NE10 Interior

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.