Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, pede licenciamento do cargo para tratar câncer

Bruno Covas (PSDB) está em tratamento contra um câncer no sistema digestivo com metástase óssea

SAúDE
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, pede licenciamento do cargo para tratar câncer

Reeleito no segundo turno das eleições em novembro passado, Bruno Covas vinha despachando do hospital e de casa - Foto: ABr

Diagnosticado com câncer no sistema digestivo com metástase óssea, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), comunicou, neste domingo (2), que irá se licenciar do cargo para dar continuidade ao tratamento. O vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), assumirá a maior prefeitura do país.

O tucano deixou o hospital na semana passada, e está sendo medicado em casa. Sua condição é considerada delicada pelos médicos que o atendem. Ele tem recebido alimentação venosa.

Reeleito no segundo turno das eleições em novembro passado, Bruno Covas vinha despachando do hospital e de casa, mas agora seu estado de saúde inspira mais cuidados.

Histórico do câncer

O câncer do prefeito Bruno Covas originou-se em uma válvula no trato digestivo chamada de cárdia e depois afetou também o fígado. Ele iniciou tratamento ainda em 2019 e, desde então, tem evitado afastar-se de suas funções na Prefeitura de São Paulo.

Em fevereiro de 2020, um novo nódulo no fígado foi descoberto. Na ocasião, a equipe médica disse que o câncer no sistema digestivo que ele trata desde 2019 conseguiu "ganhar terreno", mas que ainda era menor do que o primeiro encontrado dois anos atrás.

No último dia 16 de abril, os médicos anunciaram que exames detectaram o surgimento de novos focos de câncer no fígado e ossos do prefeito.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.