Agnaldo Timóteo: Após um mês da morte do cantor, família briga por herança de R$ 30 milhões

Agnaldo Timóteo desejava deixar herança para filha adotiva de 14 anos de idade; entenda

AGNALDO TIMóTEO
Agnaldo Timóteo: Após um mês da morte do cantor, família briga por herança de R$ 30 milhões

Agnaldo Timóteo - Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (3), completam-se 30 dias do falecimento do cantor Agnaldo Timóteo, aos 84 anos. O artista ficou semanas internado por conta da covid-19, mas não resistiu ao vírus, deixando uma multidão de amigos e fãs enlutados. Um mês após a morte de Agnaldo, a família dele está disputando a herança de R$ 30 milhões deixada pelo cantor. 

Um mês antes de morrer, Agnaldo assinou um testamento deixando metade do seu patrimônio para a filha adotiva Keyty Evelyn, atualmente com 14 anos de idade. Em um vídeo gravado no momento da assinatura dos papeis, Agnaldo se mostrava animado e disse que estava assinando sua "despreocupação". "Minha preocupação alucinante é a minha filha desde 2008", comentou. 

O problema é que, apesar de pai e filha adotiva viverem há anos juntos, legalmente, a adoção ainda não havia sido finalizada. Por isso, para receber o dinheiro, Keyty precisaria de uma doação póstuma. 

Alguns familiares de Agnaldo contestam o montante deixado pelo cantor para a criança. De acordo com o UOL, Ruth, uma irmã de Agnaldo, afirma que ele assinou o documento desorientado. 

O advogado de Agnaldo, Sidnei Lobo Pedroso, disse em entrevista à TV Record que a família de Agnaldo "não ia com a cara" da criança. O advogado defende que a vontade de Timóteo prevaleça. 

Herança

Com uma carreira de cinco décadas, Agnaldo deixou um patrimônio estimado em cerca de R$ 30 milhões. Entre os bens, um apartamento em São Paulo e um sobrado na Barra da Tijuca, área nobre do Rio de Janeiro. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.