Referência de Gil do Vigor, professor revela trajetória do ex-BBB até aprovação no PhD: 'Sempre entre os melhores da turma'

Paulo Henrique Vaz, PhD em Economia pela Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, escreveu a carta de recomendação do pós-doutorado de Gilberto Nogueira

EDUCAÇÃO
Referência de Gil do Vigor, professor revela trajetória do ex-BBB até aprovação no PhD: 'Sempre entre os melhores da turma'

Gilberto optou por fazer o PhD na Universidade da Califórnia, em Davis, nos Estados Unidos - Foto: Reprodução do Instagram/ Gilberto Nogueira

Filipe Farias | Twitter: @_filipefarias

A participação do pernambucano Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, foi sem dúvidas uma das mais marcantes na história do programa Big Brother Brasil (BBB). Bastante autêntico e genuíno, o economista mostrou nos mais de 90 dias que ficou na casa mais vigiada do País não apenas a sua admiração e conhecimento do reality, mas também a sua paixão pela economia.

Formado na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Gil sempre falou com orgulho sobre suas conquistas acadêmicas com os demais participantes... A luta para conseguir a graduação, a pós-graduação e do sonho de cursar o PhD no exterior. Aprovação, essa, que ele só soube ao deixar o BBB. Na verdade, aprovações, já que o economista foi aceito para fazer o pós-doutorado em três Universidades nos EUA: Southern Methodit University, no Texas; University of South Florida; e Universidade da Califórnia, em Davis, optando por cursar na última.

Se dentro da casa, Gilberto era a referência para os demais participantes, por ter acompanhado (segundo ele) todas as edições, aqui fora, Gil é que tinha alguém como a sua referência acadêmica: o professor Paulo Henrique Vaz. Os dois se conheceram quando ele ainda era um calouro, cheio de sonhos e objetivos a serem conquistados. Outros, entretanto, nem o próprio Gil tinha conhecimento de que poderia conquistar, como, por exemplo, ser doutor.

"Fui seu professor em quatro disciplinas, duas na graduação e duas na pós. E quando me envolvi com a coordenação da pós-graduação, ele era representante dos alunos. Foi muito natural auxiliá-lo nos processos seletivos para o PhD em Economia, seja escrevendo carta de recomendação ou até mesmo montando de forma conjunta a lista de instituições de interesse. Era impossível não se envolver. Ele diz que se via em mim e posso dizer que de alguma forma me via muito nele também. Quando fui seu professor pela primeira vez, eu sabia que dez anos antes eu estava ali também, na condição de aluno, com minhas inseguranças e dúvidas também", disse o professor Paulo Henrique Vaz, que é PhD em Economia pela Universidade de Illinois em Urbana-Champaign e vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Economia da UFPE, em entrevista exclusiva a reportagem da Rádio Jornal.

Durante sua participação no BBB e em entrevistas após o programa, Gil sempre falou com carinho do apoio e das orientações que recebeu do seu professor, que, por sua vez, relembrou da luta e da superação que Gilberto teve de encarar para conquistar os seus objetivos. "Ele precisou trabalhar na graduação e não sabia muito bem como as coisas funcionavam para realizar seu sonho de fazer o PhD nos Estados Unidos. Temia que alguns deslizes na graduação e o pouco tempo para estudar fossem impeditivos irreversíveis. Já na graduação ele percebeu que sempre que se dedicava plenamente o resultado aparecia. Sempre ficava entre os melhores da turma. Na época, recomendei que ele entrasse no mestrado, tanto pela bolsa, que lhe permitiria focar plenamente nos estudos, como pela consolidação da formação. Ele se planejou e conseguiu tirar A em todas as disciplinas, sinalizando que estava entre os melhores do PIMES e terminou abrindo portas", relembrou Paulo.

Mesmo Gil do Vigor não tendo uma condição financeira confortável, isso não o impediu de lutar pelo PhD. E, assim como o ex-BBB, outros 'Gilbertos' também podem conseguir, é o que garante o vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Economia da UFPE. "São várias possibilidades e dependem fundamentalmente de planejamento, foco e esforço, independente da história de cada um. A internacionalização de vários programas na UFPE tem alimentado o sonho de muitos e ratificado a tendência de estar cada vez mais conectado com o mundo, honrando princípios básicos da construção de um conhecimento científico amplo e bem debatido. O curso de Economia da UFPE, por exemplo, incentiva o intercâmbio na graduação e oferece a base para acesso ao mestrado acadêmico, que se dá através de um exame nacional. Uma vez no mestrado do PIMES, os alunos são expostos a seminários e mini-cursos em inglês, com professores de instituições estrangeiras e muitas vezes com colegas de classe estrangeiros", explicou.

Além de Gilberto, vários alunos também conseguiram experiências inesquecíveis no exterior. "Nos últimos cinco anos as turmas contaram com alunos da Alemanha, Benin (país africano), Chile, Colômbia, Estados Unidos e Finlândia, por exemplo. É comum que as dissertações sejam escritas em inglês, visando publicação futura em revista acadêmica ou processos seletivos internacionais. Entre as possibilidades, existem as viagens de curta duração, alguns dias ou semanas, para participação em conferências ou workshops. O próprio Gilberto viajou em 2019 para Medellin, na Colômbia, em um desses eventos. Foi marcante para ele. Se sentiu bem treinado ao acompanhar o curso de um professor da Universidade de Chicago e nos mandavam mensagens de muito entusiasmo e gratidão. Existem as opções de imersão de média duração, entre seis meses e um ano, nas quais os alunos visitam outras universidades na condição de aluno visitante. E a opção de imersão completa, que dura de 4 a 6 anos, fazendo todo o doutorado em outra instituição no exterior. O processo é bastante competitivo, são alunos de toda parte do mundo e é preciso convencer o comitê científico de que o aluno tem condições de desenvolver um bom trabalho por lá, algo que a UFPE tem conseguido alcançar com relativo sucesso", contou o professor da UFPE.

Ao observar que todo esforço e incentivo que dedicou a Gilberto e a outros alunos que também conseguiram alcançar o sonho de cursar um PhD, Paulo Henrique Vaz não esconde o orgulho de ser professor e acreditar na educação como meio de transformação do ser humano. "É muito gratificante para todos os professores envolvidos no processo. Há todo um trabalho de bastidores para que essas oportunidades se concretizem, não apenas para Gilberto. Alguns brincam que nos últimos tempos estamos com a divisão de base do Barcelona na UFPE. Além de Gilberto, que foi aceito para o PhD em Economia em três Universidades e escolheu a Universidade da Califórnia, em Davis, com bolsa da própria instituição, tivemos mais três alunos em situações semelhantes, que em breve iniciarão seu doutorado com bolsa em instituições renomadas em Economia, como as universidades de Bocconi, na Itália; British Columbia, no Canadá; e a Southern Methodist University, nos Estados Unidos. A meta é aumentar gradativamente esse número e se possível fazer com que todo aluno do programa tenha uma experiência internacional. Apesar de oferecermos a opção do doutoramento na nossa instituição, incentivamos os alunos do mestrado a considerarem todas as possibilidades. O convite com bolsa por parte dessas instituições é o reconhecimento da qualidade da formação dos nossos alunos", declarou o professor doutor cheio de orgulho.

Mesmo com a fama adquirida por Gil do Vigor após a participação no BBB, Paulo Vaz acredita que a educação e os estudos vão falar mais alto no coração do seu ex-aluno, e que espera que ele possa concluir o seu sonho de ser doutor em economia. "Nós estamos em contato, na medida do possível, obviamente. Ele ainda está no meio de um furacão, carregando inúmeras bandeiras importantes e tendo que digerir os efeitos e possibilidades de toda essa exposição. Ele tem insistido na realização do seu sonho de perseguir o PhD em Economia na Universidade da Califórnia, com toda uma rede de apoio bastante empolgada e disposta a ajudar. O desafio vai ser grande, com vários compromissos no curto prazo, mas tenho a impressão que o sonho e o propósito vão falar mais alto. Com determinação e planejamento é possível que se viabilize monetizar essa sua influência atual e seus objetivos de longo prazo", desejou.

 

Na sua conta pessoal no Instagram, através dos stories, Gil do Vigor já afirmou que não vai adiar o seu pós-doutorado. "Amados, passando pra dizer que não vou desistir do meu doutorado. Não vou adiar o meu doutorado e não vou esperar. Só pra deixar claro, não vou adiar. Minha educação em primeiro lugar. Enquanto estou aqui, vamos trabalhar que é importante. Mas meu doutorado segue, acho que a educação é importante, é meu sonho, meu primeiro amor é o PhD. Então, jamais adiaria um sonho. Espalhem isso, compartilha, pois não vou adiar o meu doutorado. Eu vou pra Califórnia", falou Gilberto Nogueira.

NO BBB

Como vinha conversando periodicamente com Gilberto para alinhar algumas coisas do seu pedido para ingressar nas universidades nos Estados Unidos, Paulo Henrique Vaz estranhou quando, misteriosamente, seu aluno sumiu. "Fiquei surpreso (com a entrada de Gil no BBB). Não soube de nada antes. Estávamos em contato, fechando detalhes do processo de seleção das universidades estrangeiras, quando ele parou de responder. Quanto a ideia de participar do programa, acredito já ter visto ele brincando que queria entrar no BBB, mas eu não levava a sério", comentou o professor, que, obviamente, ficou na sua torcida.

Assistindo Gil do Vigor dentro da casa, Paulo viu seu aluno falando de maneira simples e clara sobre economia, mesmo sendo um assunto tão complexo. Virtude que o professor da UFPE acredita que Gilberto Nogueira vai colher frutos lá na frente. "Ele foi monitor inúmeras vezes, tanto na graduação, como na pós. Essa deve ter sido a escola para torná-lo tão didático. No curso de Economia, os professores também se esforçam para simplificar as explicações, mas o desafio é grande. A habilidade dele de simplificar essas explicações será um grande ativo no seu futuro como economista", apontou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.