CORONAVÍRUS

Covid-19: Veja o que pode e o que não pode em Pernambuco a partir desta segunda (24)


Pernambuco anunciou mais medidas restritivas para conter o avanço da covid-19 no Estado

Matéria atualizada no dia 25 de maio, às 11h23
Matéria atualizada no dia 25 de maio, às 11h23
Publicado em 23/05/2021 às 19:00
Jailton Júnior/TV Jornal
FOTO: Jailton Júnior/TV Jornal
Leitura:

Durante a coletiva online sobre a covid-19 feita pelo Governo de Pernambuco nesta quinta-feira (20), a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, anunciou que a ampliação das medidas restritivas vigentes no decreto atual, que se encerraria neste domingo (23), por mais 15 dias, ou seja, até o dia 6 de junho. No entanto, conforme anunciado no dia 24 de maio de 2021, o decreto foi revogado. A decisão foi tomada por causa do crescente aumento no número de casos de covid-19 no Estado.

Com isso, novas medidas passam a valer a partir desta quarta-feira (26) até o dia 6 de junho.

Novo decreto

Segundo o decreto anunciado nesta segunda-feira, praias marítimas e fluviais, inclusive os calçadões, não poderão funcionar nos sábados, domingos e feriados, no Grande Recife e Zona da Mata. No Agreste, a restrição ocorre durante todos os dias.

Equipamentos como parques e ciclofaixas destinadas a atividades de lazer ou recreativas não poderão funcionar durante todos os dias no Agreste. Já no Grande Recife e Zona da Mata, a proibição restringe-se aos sábados, domingos e feriados. As ciclovias, como a da Avenida Boa Viagem, ou ciclofaixas permanentes estão permitidas normalmente.

Na macrorregião 1, que contempla a Região Metropolitana do Recife e cidades da Zona da Mata, apenas atividades essenciais, que agora estão sendo chamadas de "atividades permitidas" pelo governo, poderão funcionar nos finais de semana. Entre elas, segundo o governo, estão padarias, supermercados, mercadinhos, postos de gasolina e farmácias. Os restaurantes só poderão disponibilizar a opção de pedidos de comida por meio de aplicativos e de delivery. Durante a semana, permanece o esquema atual, com fechamento às 20h.

Os 53 municípios das 4ª e 5ª Gerência Regional (Geres), que têm como cidades-sede Caruaru e Garanhuns (Agreste), e mais 12 cidades da 2ª Geres, com sede em Limoeiro, entrarão em quarentena rígida também nos dias de semana. Na 4ª Geres, que tem sede em Caruaru, estão incluídas 32 cidades. Já na 5ª Geres, que tem sede em Garanhuns, são 21 municípios que terão as restrições.

Já nas macrorregiões 3 e 4 (ambas no Sertão do Estado), permanece o funcionamento das atividades em geral até 20h, de segunda a sexta-feira, e até 18h nos fins de semana. O Decreto não se aplica ao Distrito Estadual de Fernando de Noronha.

Com o anúncio, o governo revoga o Decreto nº 50.724, que havia sido publicado no dia 17 de maio de 2021 e entrou em vigor na segunda-feira (24).

Fica autorizada, para o atendimento em agências bancárias e lotéricas, a abertura de shopping centers e similares; o funcionamento das feiras livres nos municípios abrangidos por este Decreto será disciplinado por ato do respectivo(a) Prefeito(a), observando as peculiaridades locais e evitando aglomerações.

A s igrejas, templos e demais locais de culto podem ficar abertas, nos finais de semana inclusive, para a realização de atividades administrativas, serviços sociais e celebrações religiosas apenas de forma virtual, sem público.

O que dizia o antigo decreto?

1. Comércio do centro, dos bairros e de praia

Na RMR, o comércio varejista do Centro poderia funcionar das 10h às 20h nos dias de semana e das 9h às 17h ou das 10h às 18h no final de semana. Já o comércio de praia teria o funcionamento limitado de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, sendo proibido de abrir aos finais de semana para não estimular aglomeração nas praias.

O comércio varejista dos bairros também tem suas restrições. Durante os dias da semana os comerciantes podem optar por fazer um dos três horários estabelecidos: das 8h às 18h; das 09h às 19h ou das 10h às 20h. Nos finais de semana podem escolher fazer das 9h às 17h ou das 10h às 18h.

2. Shopping centers e galerias

Os shoppings e galerias comerciais do Grande Recife estavam autorizados a funcionar nos dias de semana e nos finais de semana, mas com horários reduzidos. Só sendo permitido fazer dez horas contínuas, enquanto no horário normal desses estabelecimentos o funcionamento é de até doze horas. Nos dias de semana o horário poderia ser das 10h às 20h e nos finais de semana de 9h às 17h ou de 10h às 18h. Uma alternativa aos consumidores é fazer uso do serviço de delivery, que continua em funcionamento.

3. Lojas de material de construção

As lojas de construção também poderiam funcionar com horário limitado, podendo abrir em quatro horários diferentes durante a semana: das 7h às 17h; das 8h às 18h; das 9 às 19h ou das 10h às 20h. Já nos finais de semana ficariam estabelecidos os horários das 9h às 17h ou das 10h às 18h.

4. Academias, bares, restaurantes e salões de beleza

As academias, bares e restaurantes e salões de beleza estariam autorizados a funcionar das 5h às 20h e das 10h às 20h de segunda a sexta. Já no final de semana o horário seria das 5h às 18h, das 9h às 17h ou das 10h às 18h.

Agreste de Pernambuco

Foi publicado no dia 18 de maio, pelo Governo de Pernambuco, o decreto que oficializava as restrições mais rígidas em 53 cidades do Agreste do Estado para tentar conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (covid-19). As restrições mais severas foram anunciadas no último sábado (15), pelo governador Paulo Câmara (PSB), após a 2ª Macrorregião de Saúde, que engloba a 4ª e a 5ª Regionais de Saúde, com sedes em Caruaru e Garanhuns, respectivamente, assistir ao crescimento de casos e mortes pela doença, além da alta na taxa de ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes infectados pelo vírus.

Nesta segunda-feira (24), no entanto, o Governo de Pernambuco, estendeu a medida para outras cidades do Agreste e, agora, 65 municípios encaram maiores restrições. Da próxima quarta-feira (26) até o dia 6 de junho, os 53 municípios que têm como cidades polo Caruaru e Garanhuns – no Agreste, e mais 12 cidades com sede em Limoeiro, terão apenas atividades essenciais operando no período.

Polo de confecções

A determinação do governo do Estado proíbe o funcionamento do Polo de Confecções do Agreste, que tem as suas principais feiras em Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama. São mais de 10 municípios que giram em torno dessa atividade, que chega a gerar renda pra cerca de 100 mil pessoas, em uma estimativa feita pelo Governo do Estado. Geralmente, as feiras de confecções de Caruaru e o polo de Santa Cruz do Capibaribe funcionam aos sábados, domingos e segundas.

Por estarem inclusas nas restrições, as feiras do Polo de Confecções precisam adaptar os dias e horários de funcionamento. Dessa forma, as feiras só poderão receber o público de terça a sexta-feira, das 5h às 18h.

Segundo explicou a secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, em entrevista à TV Jornal Interior, o objetivo do Governo de Pernambuco é reduzir o fluxo de pessoas no Polo de Confecção ao suspender as atividades das feiras do Polo de Confecções nos finais de semana."(Porque) além dos comerciantes e dos atacadistas que vão até essas feiras comprar suas mercadorias, muitas famílias também vão, porque estão de folga do seu trabalho", disse Ana Paula.

De acordo com a Prefeitura de Caruaru, pelo fato de a Feira da Sulanca funcionar às segundas-feiras, o Delivery Sulanca será reativado. As outras feiras públicas do município vão funcionar de acordo com as determinações do novo decreto estadual.

Igrejas e templos

Apesar de considerados essenciais por lei sancionada pelo governador Paulo Câmara, igrejas, templos e demais locais de culto também serão atingidos pelas restrições. Segundo o decreto desta terça-feira, tais locais devem observar os horários e restrições previstos pelo documento, estando abertos, nos finais de semana, para a realização de atividades administrativas, serviços sociais e celebrações religiosas apenas de forma virtual, sem público.

>> Anvisa autoriza uso emergencial de coquetel contra a covid-19

Municípios que seguem quarentena rígida durante semana e fins de semana

Bom Jardim, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Limoeiro, Machados, Orobó, Passira, Salgadinho, Surubim e Vertente do Lério.

Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhus, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim , Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Uma, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.


Mais Lidas