ASSUNTOS DO DIA

Restrições em Pernambuco, futuro de Pazuello, CPI da Pandemia: Veja o que você precisa saber pra começar o dia bem informado


Essas são as principais notícias para você começar o dia bem informado

Victor Tavares
Victor Tavares
Publicado em 24/05/2021 às 6:37
Fernando Frazão/Agência Brasil
FOTO: Fernando Frazão/Agência Brasil
Leitura:

Veja o que você precisa saber para começar o dia bem informado

Pernambuco terá, a partir desta segunda (24), mais 14 dias de restrições. Alta da covid-19: em Pernambuco, secretário prevê "aquecimento das taxas de contágio" nas próximas três semanas. CPI da Covid critica aglomeração liderada por Bolsonaro; Eduardo Pazuello e Marcelo Queiroga são reconvocados. Eduardo Pazuello deve ir para a reserva após presença em aglomeração liderada por Bolsonaro.

Restrições em Pernambuco

A partir desta segunda-feira (24) começa a vigorar o decreto do governo de Pernambuco, que estende as medidas restritivas para as atividades econômicas até o dia 6 de junho. A decisão se seu por conta do avanço da pandemia da covid-19 no Estado. Em entrevista na quinta-feira (20), o secretário de Saúde André Longo não descartou a possibilidade de adotar novas medidas, de acordo com a necessidade. Em função de cenários diferentes da doença por região do Estado, as restrições são diferentes.

O polo de confecções não vai funcionar durante as restrições mais rígidas anunciadas pelo governo do Estado.
O polo de confecções não vai funcionar durante as restrições mais rígidas anunciadas pelo governo do Estado.
FOTO: Foto: Sérgio Bernardo/Acervo JC Imagem

Futuro de Pazuello

A cúpula do Exército não reagiu bem à presença do ex-ministro Eduardo Pazuello no ato político que gerou aglomeração, liderada pelo presidente Jair Bolsonaro, neste domingo (23), no Rio de Janeiro. A participação do general da ativa em manifestações de cunho político é atividade proibida pelo estatuto do Exército. Assim, Pazuello está sujeito à sanção disciplinar. A alternativa é mandar Pazuello à reserva após o ato com Bolsonaro. Com a CPI da Covid-19 e diante de uma possível reconvocação, o possível envio para reserva pode se tornar mesmo real.

Ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante depoimento à CPI da Pandemia
Ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante depoimento à CPI da Pandemia
Leopoldo Silva/Agência Senado

CPI da Covid

A CPI da Covid cobrará explicações do governo federal, da prefeitura e do governo do Rio de Janeiro sobre a aglomeração liderada por Jair Bolsonaro. A cúpula da comissão também acertou que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e o atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga, serão reconvocados. As decisões foram tomadas em reunião no domingo, dia 23, pelo grupo majoritário da CPI. O presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), classificou a aglomeração como "estupidez".

Sem máscara, Bolsonaro fez passeio de motocicleta no Rio de Janeiro - FOTO: ANDRE BORGES/AFP
Sem máscara, Bolsonaro fez passeio de motocicleta no Rio de Janeiro - FOTO: ANDRE BORGES/AFP
Sem máscara, Bolsonaro fez passeio de motocicleta no Rio de Janeiro - FOTO: ANDRE BORGES/AFP


Mais Lidas