VIOLÊNCIA

Taxista é espancado até a morte após tentar matar ex-companheira e a mãe dela e assassinar a ex-cunhada


Populares se revoltaram contra o taxista e lincharam o homem; caso aconteceu no Recife

Atualizada às 9h36
Atualizada às 9h36
Publicado em 24/05/2021 às 7:56
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Um motorista de táxi foi morto após matar a ex-cunhada, agredir a ex-companheira e a ex-sogra, no bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife. O caso aconteceu neste domingo (23).

>> Feminicídio: Homem mata ex-companheira após vê-la dançando com outra pessoa em bar

>> Cinco estados, entre eles Pernambuco, somaram 449 casos de feminicídio em 2020

Entenda o caso

O taxista Evandro Ferreira da Silva, de 49 anos, que tinha um relacionamento com a gerente de loja Adilma Bastos Ferreira, de 39 anos, não aceitava o fim da relação. Inicialmente, havia a informação de que ele teria ido tentar se reconciliar com a mulher, mas, diante da recusa dela, atirou contra Adilma, sua irmão Andreia Bernardo Bastos da Silva, de 34 anos, e a mãe das duas, a senhora Lindinalva Bastos Ferreira, de 60 anos. No entanto, familiares afirmam que o taxista já chegou atirando contra as vítimas.

O suspeito estava com um revólver calibre 38 e teria atirado contra as mulheres, pelo menos, seis vezes.

As mulheres foram baleadas dentro de um carro em frente à residência da família, na Rua Peri-Mirim, no bairro do Sancho, no Recife.

Revoltada com a situação, a população agrediu o taxista Evandro Ferreira.

Os quatro foram transferidos para o Hospital Otávio de Freitas, também na Zona Oeste do Recife. No entanto, Andreia e Evandro não resistiram e faleceram na unidade de saúde.

Adilma e a senhora Lindinalva foram transferidas para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área central do Recife. Ainda não há informações sobre o estado de saúde delas.

Tentativa de sequestro

A reportagem da Rádio Jornal falou com um comerciante da região, que é amigo da família. O homem contou que na última sexta-feira (21) o taxista teria tentado sequestrar Adilma.

Medida protetiva

Ainda de acordo com familiares, Adilma já tinha uma medida protetiva contra Evandro. A restrição havia sido imposta no começo do mês de maio.


Mais Lidas