Santa Cruz

Morre Seu Renato, motorista por vários anos do Expresso Coral, o ônibus do Santa Cruz


Seu Renato sofreu duas paradas cardíacas e não resistiu

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/05/2021 às 18:53
Reprodução/Instagram
FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Morreu, aos 72 anos, nesta quinta-feira (27), Renato Francisco de Luna, conhecido como seu Renato, motorista ícone do Santa Cruz. De acordo com informações de familiares, ele faleceu após sofrer duas paradas cardíacas. Renato tratava de uma dengue hemorrágica e também foi diagnosticado com Covid-19. Ele estava internado na UPA de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, mas seria transferido para um leito de UTI no município de Moreno.

Expresso Coral

O motorista dirigiu o primeiro ônibus Coral na década de 70. Recentemente, estava conduzindo o Expresso Coral, guiando, literalmente, o time tricampeão pernambucano 2011/2012 e 2013, além da equipe que conquistou a Copa do Nordeste.

Por meio de rede social, seu filho, conhecido como Jesus Tricolor, lamentou a morte do pai e lembrou do apreço que Renato possuía com veículo de trabalho. "Infelizmente, pai não resistiu. (Ele) cuidava do ônibus como se fosse um filho. Ninguém podia bater na lataria", disse.

Por meio de nota oficial, o Santa Cruz lamentou a morte do ex-motorista e prestou solidariedade aos familiares e amigos de Renato.

Confira a nota do Santa Cruz na íntegra:

O Santa Cruz Futebol Clube manifesta profundo pesar pelo falecimento do ex-motorista do clube, Renato Francisco de Luna, aos 72 anos. Sr. Renato não resistiu a duas paradas cardíacas nesta quinta-feira (27), provocadas por infecção de dengue e covid-19.

Motorista do clube nas décadas de 1970 e 1980, também conduziu o ‘Expresso Coral’ na década de 2010. Sempre zeloso e atencioso no trabalho, também contava com o carinho e o respeito dos jogadores e demais funcionários.

O Santa Cruz, em nome dos membros de sua diretoria e conselheiros, presta solidariedade aos familiares e amigos de Renato Luna.


Mais Lidas