PASSANDO A LIMPO

Portugal procura mão de obra brasileira para serviços digitais


Segundo correspondente Antônio Martins, Portugal forma cerca de dois mil profissionais na área de TI mas necessidade é dez vezes maior

Elaine Santana
Elaine Santana
Publicado em 27/05/2021 às 17:09
Reprodução/Rádio Jornal
FOTO: Reprodução/Rádio Jornal
Leitura:

O segundo ano da pandemia da covid-19 ampliou ainda mais um mercado que já estava em crescimento: Tecnologia da Informação e os serviços digitais. Durante a coluna do Passando a Limpo, da Rádio Jornal, nesta quinta-feira (27), o correspondente Antônio Martins ressaltou que Portugal, que já vinha sendo um hub na área, está em busca de mão de obra qualificada.

Oportunidade para brasileiros

Segundo Antônio Martins, Portugal forma cerca de dois mil profissionais de Tecnologia da Informação por ano, mas a necessidade é de 25 a 30 mil profissionais na área. Por isso, os brasileiros estão sendo uma ótima opção. "Com a pandemia, houve uma necessidade muito grande de serviços digitais. Programas de computação tiveram que se adaptar a essa nova realidade e entregar soluções para as pessoas que precisavam trabalhar de casa."

Mas ele lembra que existem, ainda, muitos entraves burocráticos para ir a Portugal, além da limitação de voos por causa da pandemia. "Passa-se de três a nove meses para que todo o processo burocrático seja concluído e a pessoa comece a trabalhar.

Como ouvir?

O programa Passando a Limpo discute os principais assuntos do dia, de segunda a sexta-feira, das 9h às 10h. Você pode sintonizar na 90.3 FM. Também é possível acompanhar o programa no formato de podcast. Para isto, basta acessar o site da emissora ou o app da Rádio Jornal, disponível em Google Play, para Android, e Apple Store, para iOS; ou escutar pelo Apple Podcasts ou Spotify.


Mais Lidas