Vacinação contra covid-19

Butantan entrega mais 800 mil doses da CoronaVac; Instituto ficou quase um mês sem enviar novos lotes por falta de insumos


Entrega de mais 800 mil doses da CoronaVac foi feita nesta sexta-feira (11). "É a vacina da vida", comemorou o governador de São Paulo, João Dória

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 11/06/2021 às 8:51
Divulgação/SES
FOTO: Divulgação/SES
Leitura:

O Instituto Butantan e o Estado de São Paulo entregaram nesta sexta-feira (11) mais 800 mil doses da CoronaVac para o Plano Nacional de Imunização. A entrega acontece após um intervalo angustiante de quase um mês, após a produção ser interrompida por falta de insumos, presos na China.

"É a vacina da vida", comemorou o governador de São Paulo, João Dória, ao anunciar a entrega do imunizante. Entre os governadores brasileiros, Dória é um dos principais incentivadores da vacinação em massa por parte da população como forma de barrar o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Com a entrega desta sexta-feira (11), até agora, o Instituto Butantan já entregou 48 milhões de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida em parceria com a SinoVac, da China. Ainda não foi divulgado quantas doses cada estado vai receber.

CoronaVac

A CoronaVac é uma vacina desenvolvida pela SinoVac e produzida, no Brasil, pelo Instituto Butantan, de São Paulo. De acordo com a bula do imunizante, cada pessoa deve receber duas doses da vacina em um intervalo que pode variar entre 14 e 21 dias.

A falta de envios de novas doses da CoronaVac provocou uma série de atrasos nos calendários de vacinação de diversas cidades do país. Em Pernambuco, vários idosos tiveram a aplicação da segunda dose adiada em mais de 10 dias.


Mais Lidas