Política

Viraram agressões de ordem pessoal, diz Mendonça Filho, ao explicar expulsão de Rodrigo Maia do DEM


Rodrigo Maia foi expulso do DEM, partido em que ele chegou a ser um dos maiores líderes

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 15/06/2021 às 12:43
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
FOTO: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

O ex-governador e ex-ministro da Educação Mendonça Filho falou na manhã desta terça-feira (15), no Passando a Limpo da Rádio Jornal, sobre a expulsão do deputado federal Rodrigo Maia do partido Democratas. Maia é ex-presidente da Câmara dos Deputados e chegou a ser um dos principais líderes do partido.

“Me manifestei favoravelmente e considerei coreta essa deliberação do Democratas. É desagradável, chato e ruim você viver uma situação como essa em um quadro histórico do partido, mas não tinha outro caminho. Se esgarçaram as relações dele com o presidente ACM Neto [presidente do partido], caminhos muito destintos e palavras que foram além da política, com agressões de ordem pessoal. Você não pode viver em um partido onde você disputa com seus colegas a partir de argumentos de ordem pessoal. Vira briga de menino, que não dá para se sustentar. Esse foi o único caminho que restou. Rodrigo vai buscar seu novo caminho”, analisou Mendonça Filho, que também é do DEM.

Ouça a entrevista na íntegra:


Mais Lidas