LÁZARO BARBOSA

Caçada por serial killer de Brasília terá apoio da Força Nacional, diz secretário de segurança de Goiás


Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, que está sendo chamado de "serial killer de Brasília", é procurado há nove dias

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 17/06/2021 às 14:10
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

O secretário de segurança pública de Goiás, Rodney Miranda, garantiu, nesta quinta-feira (17), que a Força Nacional será acionada para ajudar na captura de Lázaro Barbosa de Souza, de 32 anos, que está sendo chamado de "serial killer de Brasília". De acordo com Miranda, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, ligou, nesta quarta-feira (16), oferecendo 20 agentes para reforçar a operação que tenta prender o criminoso há nove dias.

Segundo o secretário, as equipes já receberam duas informações sobre o paradeiro de Lázaro e a área está sendo delimitada para capturá-lo. "As informações estão sendo checadas. Vamos ver se dessa vez a gente tem sucesso em encontrar esse sujeito e tirá-lo daqui. São duas pessoas que avistaram ele. Já estivemos no local, as duas informações são muito boas, a nossa inteligência está fazendo outros filtros para ver se realmente confere, mas independente disso nosso time de operações está todo na rua, literalmente caçando esse sujeito", afirmou.

Cerca de 300 agentes na caçada

Ainda conforme revelou o secretário, agentes da Polícia Federal também se juntaram, na noite desta quarta-feira (16), à força-tarefa nas buscas por Lázaro.

A operação de captura do serial killer envolve cerca de 300 agentes das forças de segurança das policias militar, civil e federal de Goiás e do Distrito Federal. Os policiais contam com três helicópteros, cães farejadores e equipes munidas de equipamentos de visão noturna e térmica, além de drones e profissionais de inteligência.

Um perímetro foi estabelecido em Cocalzinho de Goiás, que fica na divisa com o Distrito Federal, onde as operações se concentram. De acordo com o secretário, as forças de segurança acreditam terem conseguido cercar Lázaro em uma área de cerca de 10 a 15 quilômetros quadrados.

Segundo o secretário de segurança pública de Goiás, faria parte do modus operandi de Lázaro sair da mata durante a noite para buscar abrigo e comida em chácaras da região. Foi em momentos como esse que ele teria entrado em conflito com moradores, como o que aconteceu na segunda-feira.

Entenda o caso

Lázaro é procurado desde o dia 9 de junho, quando uma família foi morta na zona rural de Ceilândia, no Distrito Federal. De acordo com os policiais, Lázaro se esconde em matas de chácaras, sítios e fazendas do entorno do Distrito Federal. A operação se dificulta pelo fato do criminoso ter nascido e se criado nesta região. Ao longo da vida inteira, ele trabalhou em fazendas e conhece bem a região.


Mais Lidas