Buscas

Linha do tempo do serial killer de Brasília: confira o que Lázaro Barbosa fez nesses 9 dias fugindo da polícia


Esta quinta-feira (17) é 9º dia de buscas pelo "serial killer de Brasília" Lázaro Barbosa, de 32 anos, suspeito de cinco assassinatos, na última semana

Karina Costa Albuquerque Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 17/06/2021 às 9:30
Reprodução/ Internet
FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

Esta quinta-feira (17) é 9º dia de buscas pelo "serial killer de Brasília" Lázaro Barbosa, de 32 anos. Ele é o principal suspeito de cinco assassinatos. Quatro deles ocorreram na última semana, no Distrito Federal. Ele também é suspeito de ter atirado em três pessoas, invadido propriedades e incendiado uma delas.

O crime mais brutal ocorreu na última quarta-feira (9), quando, segundo investigações, ele teria invadido uma casa na região de Ceilândia e matou o pai da família, Cláudio Vidal, 48, e dois filhos, Gustavo, 21, e Eduardo, 15. Ele levou a mãe, Cleonice Marques, 43, sequestrada. Ela foi encontrada morta dois dias depois.

>> Serial killer de Brasília: Drone, helicóptero e 200 policiais; veja como está o 9º dia de buscas por Lázaro Barbosa

Linha do tempo de crimes

  • Dia 1 - Na quarta-feira (9), ele cometeu o assassinato de uma família em Ceilândia.
  • Dia 2 - Na manhã do dia seguinte, quinta-feira (10), o homem teria invadido uma casa que fica a 3 km do local onde o caso aconteceu. Lá, de acordo com o Correio Braziliense, ele teria colocado Sílvia Campos, 40, proprietária da chácara, e o caseiro, identificado como Anderson, 18, na mira de seu revólver por 3 horas. No local, ele ainda teria obrigado os dois a fumarem maconha. Antes de fugir, roubou R$ 200, uma jaqueta, celulares e carregador.
  • Dia 3 - No terceiro dia de fuga, Lázaro fez mais um refém e roubou um Fiat Pálio em Ceilândia. Com o veículo, ele se dirigiu a Cocalzinho, desta vez em Goiás, onde abandonou e incendiou o carro. As investigações apontam que lá, ele se encontrou com um comparsa, que o ofereceu suporte.
  • Dia 4 - Já no sábado (12), ele teria passado a tarde bebendo e se divertindo em uma chácara, próxima à Lagoa Samuel. Lá o suspeito fez o caseiro refém. O serial killer também o obrigou a fumar maconha. Antes de fugir novamente, Lázaro destruiu o carro da vítima. Após deixar essa casa, ele foi para outra chácara, onde baleou três homens e roubou duas armas de fogo.
  • Dia 5 - Na tarde do domingo (13), o foragido furtou um outro carro, também em Cocalzinho (GO), e abandonou o veículo, um Corsa vermelho, após avistar um ponto de bloqueio montado pela polícia.
  • Dia 6 - Na segunda-feira (14), Lázaro foi visto no curral de uma fazenda entre os distritos de Edelândia e Girassol. A polícia acredita que ele passou a noite no local. Segundo o caseiro da fazenda, o homem pediu comida e em seguida fugiu para a mata.
  • Dia 7 - Na terça-feira (15), após ser cercado por policiais, ele atirou contra um deles e o deixou ferido no rosto. No momento do tiroteio, ele fazia três pessoas reféns, um casal e a filha de 16 anos. Apesar da presença da polícia, Lázaro conseguiu fugir. As investigações policiais continuam e podem apontar para outros delitos.
  • Dia 8 - Nessa quarta (16), durante a madrugada, Lázaro invadiu uma fazenda, preparou comida e fugiu novamente. A propriedade rural fica localizada a cerca de 8 km de distância da cidade de Edilândia, em Goiás, onde ele foi visto na terça-feira (15).
  • Dia 9 - Nesta quinta-feira (17), na madrugada a polícia segue à procura dele, no povoado de Girassol, em Goiás. Até o momento, Lázaro conseguiu escapar de uma força-tarefa formada por mais de 200 policiais. As equipes policiais fizeram buscas durante toda a madrugada. A Polícia Militar de Goiás chegou à zona rural de Cocalzinho de Goiás, que fica a 120 quilômetros de Brasilia, para reforçar as buscas. Drones da Receita Federal e até um helicóptero foi utilizado para tentar identificar o "assassino em série".
  • Dia 10 - a sexta-feira (18) é o 10º dia de buscas por Lázaro Barbosa, de 32 anos, conhecido como "serial killer de Brasília". Mais de 200 policiais participam da operação de cerco, que se concentra em Cocalzinho de Goiás (GO), no meio do caminho entre Brasília e Goiânia. Lázaro segue em fuga após, segundo o secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO), Rodney Rocha Miranda, ter sido ferido durante troca de tiros com policiais

>> Serial killer de Brasília: dormida em árvore, cerco fechado e troca de tiros. Confira um resumo do oitavo dia de buscas

>> Vídeo mostra resgate de reféns e tiros efetuados pelo serial killer de Brasília contra polícia na mata

>> Lázaro Barbosa, o serial killer de Brasília: 'Ele está cansado, acuado e ainda mais perigoso', afirma secretário de Goiás

>> 'Não é gente. É um monstro da pior espécie', diz pai de Lázaro Barbosa sobre o filho, serial killer de Brasília

Datas

Apesar de o homem só ganhar o noticiário policial a partir desse caso, a prática de crimes cometidos por ele não é de agora. Segundo a polícia, Lázaro é suspeito de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo, no Distrito Federal e em chácaras do estado de Goiás.

Lázaro foi preso, pela primeira vez, em 2009, acusado por crimes graves. Além disso, quando cumpriu pena no Complexo Penitenciário da Papuda em 2013, foi constatado um laudo psicológico que ele é uma pessoa agressiva, impulsiva, instável e com 'preocupações sexuais'.

Ele chegou a ser preso, em 8 de março de 2018, pelo Grupo de Investigações de Homicídios de Águas Lindas, mas fugiu do presídio, quatro meses depois, no dia 23 de julho.

  • 2009 - preso, pela primeira vez
  • 2013 - quando cumpriu pena no Complexo Penitenciário da Papuda em 2013, foi constatado um laudo psicológico que ele é uma pessoa agressiva, impulsiva, instável e com 'preocupações sexuais'.
  • Março de 2018 - preso em 8 de março de 2018, pelo Grupo de Investigações de Homicídios de Águas Lindas
  • Julho de 2018 - Fugiu do presídio, quatro meses depois, no dia 23 de julho.
  • 26 de abril de 2021: Lázaro teria invadido uma casa no Sol Nascente.
  • 17 de maio de 2021: fez uma família refém na mesma região.
  • 9 de junho de 2021: teria cometido um triplo homicídio em uma chácara, no Incra 9, em Ceilândia (DF).
  • 10 de junho de 2021: rendeu o proprietário de uma fazenda, a filha dele e o caseiro.
  • 11 de junho de 2021: Lázaro fez mais um refém e roubou um Fiat Pálio em Ceilândia
  • 12 de junho de 2021: Polícia encontra corpo de vítima no Córrego da Cascalheira, localizado no meio da mata, entre a BR-070 e a DF-180. O serial killer fez caseiro de chácara refém, próximo à Lagoa Samuel, e destruiu o carro dele
  • 13 de junho de 2021: furtou um carro e o abandonou na BR-070, depois, ele continuou a fuga, pela mata.
  • 14 de junho de 2021: Polícias do DF e de Goiás fizeram um cerco em 34 propriedades rurais da região e continuaram as buscas
  • 15 de junho de 2021: Faz família refém e atira contra policiais
  • 16 de junho de 2021: Invade fazenda, faz refeição e foge
  • 17 de junho de 2021: Em fuga, no povoado de Girassol
  • 18 de junho de 2021: Segue em fuga e pode estar ferido

'Cada vez mais perigoso'

Em coletiva de imprensa realizada nessa quarta-feira (16), o secretário de Estado da Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, voltou a dizer que as equipes só deixarão a região de Edilândia, em Cocalzinho de Goiás, após a captura do homem. Miranda também disse que o trabalho está sendo feito com cautela, pelo suspeito estar "cada vez mais acuado e perigoso".

"Nós não vamos sair do local enquanto não achá-lo. Não vamos deixar desguarnecida a nossa população. Precisamos controlar a ansiedade. Ele vai ser pego. Ontem nós chegamos muito perto, e hoje vamos pegá-lo", afirmou.

.

Quem é Lázaro Barbosa?

O homem mais procurado do Distrito Federal, atualmente, é o baiano Lázaro Barbosa Sousa, de 32 anos. Nascido em Barra do Mendes, onde ele cometeu ao menos dois assassinatos, o serial killer mudou de estado para dar sequência a sua empreitada criminosa.

Lázaro Barbosa é serial killer?

Oficialmente, a polícia do Distrito Federal não trata Lázaro Barbosa de Sousa como um "serial killer". Ele é suspeito de assassinar quatro pessoas de uma mesma família, na semana passada, e está fugindo dos policiais, desde então. Na fuga, ele já trocou tiros e fez reféns. O termo "serial killer" para tratar este caso foi adotado por usuários das redes sociais, tecnicamente, de forma errada.

Vídeo

Câmeras de segurança de uma fazenda localizada no povoado de Edilândia, no interior de Goiás, flagraram Lázaro Barbosa de Sousa, o ''Serial Killer de Brasília'', na manhã dessa terça-feira (15). A informação é que ele estava dormido dentro de uma leiteria.

Os donos do local chegaram e encontraram o homem, que prometeu não fazer mal a ninguém, e disse que só queria se alimentar. O suspeito ficou desconfiado de que o caseiro chamaria ajuda, e acabou fugindo novamente. Ele carregava uma mochila junto ao corpo.

Saiba mais

>> Lázaro Barbosa: veja histórico de crimes do serial killer de Brasília, que fugiu da prisão na Bahia e é o mais procurado do Distrito Federal

>> 'É chamado de satanista', diz polícia sobre Lázaro Barbosa, conhecido como 'serial killer de Brasília'

>> 'Serial Killer de Brasília' é suspeito de matar pai, mãe e filhos em Ceilândia e segue foragido

>> Quem é o 'serial killer de Brasília' identificado como Lázaro Barbosa?

>> Vídeo: câmera de segurança flagra "serial killer de Brasília" dentro de fazenda em Goiás

>> Maníaco do Parque, Jack - o estripador, Ted Bundy e o homem que matou 90 pessoas: conheça os serial killers mais famosos do mundo

>> O que é serial killer? Entenda a expressão, que voltou à tona após caso em Brasília


Mais Lidas