Pandemia do novo coronavírus

Há um ambiente de incerteza, diz secretário de Saúde de Pernambuco sobre pandemia no Estado

Secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo participou do Passando a Limpo, na manhã desta sexta-feira

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 18/06/2021 às 10:58
Hélia Scheppa/SEI
FOTO: Hélia Scheppa/SEI
Leitura:

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, participou do programa Passando a Limpo, da Rádio Jornal, na manhã desta sexta-feira (18). Ele falou sobre o atual estágio da pandemia do novo coronavírus no Estado.

“A saúde pública tem aprendido muito com a covid-19 e temos procurado ouvir os cientistas. Ela tem características, uma delas parece ser a sazonalidade, então quando a gente está falando que ela acontece quando ocorre uma maior ocorrência de doenças respiratórias, que é no primeiro semestre, a gente tem de estar muito mais alerta. Neste momento, estamos na expectativa de ter um segundo semestre melhor, como a gente teve em 2020. Em 2020, o primeiro semestre foi pior que o segundo. Nesse ano, o que nos dá um otimismo maior é o avançar da vacinação. Nós precisamos continuar acelerando a vacinação. Se o Ministério da Saúde garantir as vacinas, o Estado e os municípios vão aplicar e isso vai fazer a diferença”, comentou Longo.

“O que nos dá uma ambiente de incerteza? Uma nova variante que possa se introduzir. Então, a gente tem a variante delta da índia, que a gente precisa cuidar das nossas fronteiras, um trabalho da Anvisa nisso, para que a gente não tenha a entrada de uma variante antes de ter 70% da população vacinada. A gente precisa estar sempre alerta para novas dificuldades, se houver, especialmente, duas coisas, uma piora no comportamento das pessoas e segundo uma vigilância de fronteira, porque essa variante precisa ser contida nas fronteiras”, alertou André Longo.

Ouça a entrevista na integra:

Mais Lidas