Caçada a Lázaro Barbosa

Lázaro Barbosa: buscas podem durar anos, diz ex-secretário nacional de Segurança Pública

Caçada contra Lázaro Barbosa contam com quase 300 policiais em área de mata nas proximidades de Brasília

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 22/06/2021 às 11:30
SBT/ TV Serra Dourada
FOTO: SBT/ TV Serra Dourada
Leitura:

O ex-secretário Nacional de Segurança Pública, José Vicente da Silva Filho, disse que as buscas por Lázaro Barbosa, o “Serial Killer de Brasília”, podem durar anos. Nesta terça-feira (21), completam-se 14 dias desde o início da caçada. Quase 300 policiais fazem parte da força-tarefa.

“É muito difícil uma pessoa solta em regiões de cidade pequena, com muitas casas, matas, fazendas, espaços abertos muito grandes. Isso pode durar semanas, meses, até anos”, disse José Vicente, em entrevista à rádio Jovem Pan.

“Não é tão simples como se pode imaginar que é só ir caçar como alguns estão colocando. É um bandido perigoso, psicopata, que tem um histórico de violência registrado”, disse.

No entanto, na avaliação de Vicente, não é necessário ter 300 policiais cuidando dessa operação. “Não vejo necessidade de 300 policiais serem retirados de suas funções. Tem centenas de criminosos problemáticos em cidades da região. Ter forças federais é um exagero”, argumentou.

“Neste momento, bastariam algumas equipes de investigação, com 20 policiais no máximo, para rastrear possíveis locais onde ele poderia estar. Não há necessidade de caçar a qualquer custo”.

“Criou um espetáculo policialesco. Tem até uma deputada que apareceu em um helicóptero portando uma arma de guerra que ela não está autorizada a usar. Secretário de segurança de Goiás com roupa camuflada se metendo no meio do mato, que não é trabalho de secretário de Segurança fazer esse tipo de coisa, mas todo mundo está querendo tirar proveito dessa ação”, criticou.

Pânico na população

Desde que iniciou sua fuga, Lázaro tem provocado uma onda de pânico entre os moradores da região. Fontes ouvidas pelo portal UOL relataram que cerca de 70% dos moradores das regiões onde as buscas são feitas já deixaram suas casas por medo.

Em 14 dias, Lázaro já invadiu várias propriedades rurais e fez reféns, fez ameaças e atirou em policiais.

Mais Lidas