SERIAL KILLER

Caçada a Lázaro Barbosa: Veja novidades sobre as buscas neste domingo (27)

Lázaro Barbosa de Sousa, o "serial killer de Brasília", está sendo procurado desde o dia 9 de junho

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 27/06/2021 às 17:47
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

ATUALIZAÇÃO: Confira as informações sobre as buscas por Lázaro Barbosa nesta segunda-feira (28), aqui.

Em mais um dia de buscas por Lázaro Barbosa Sousa, de 32 anos, as equipes da força-tarefa começaram o domingo (27) verificando a denúncia de um morador que disse ter visto o suspeito em uma mata próxima à BR-070. O fugitivo está sendo procurado em Cocalzinho de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, e é suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família no DF. A operação envolve quase 300 policiais, além de helicópteros, drones e cães farejadores. Nesta segunda-feira (28), os policiais continuam as buscas.

Segundo o G1, um morador, que não preferiu não se identificar, contou que viu uma pessoa parecida com Lázaro. O suspeito estava usando uma roupa branca, em uma bicicleta, mas fugiu para a mata ao ver o homem.

>>> Madrugada de segunda-feira tem intensa movimentação de policiais procurando por Lázaro em mata; veja as últimas notícias.

No sábado (26), uma barreira foi montada na estrada de terra em Cocalzinho de Goiás, numa região de chácaras, e até este domingo os motoristas que passavam pelo local estavam sendo abordados.

A movimentação neste domingo, no entanto, foi tranquila.

>> FOTOS: Veja imagens reais da caçada a Lázaro Barbosa; policiais nas matas e córregos, armas, viaturas e até selfie

>> Justiça manda soltar caseiro da chácara que supostamente abrigou Lázaro Barbosa, mas mantém chacareiro preso

Criminoso teria tentado comprar salgadinhos

Também segundo o G1, uma moradora denunciou à polícia que Lázaro Barbosa tentou comprar salgadinhos na padaria em que ela trabalha na cidade de Cocalzinho, mas que o homem conseguiu fugir antes que ela e a patroa conseguissem acionar os policiais.

A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) investiga todas as informações que recebe, mas não acredita que o fugitivo tenha ido à cidade.

Perfil fake no Facebook

O "serial killer de Brasília", Lázaro Barbosa de Sousa, acompanhou boa parte das buscas da polícia contra ele pelo celular. É que o criminoso criou um perfil fake no Facebook e acessava a rede social direto da mata para acompanhar os desdobramentos da caçada.

O celular usado havia sido roubado no dia 15, quando Lázaro fez uma família refém em Edilândia. De acordo com as investigações, Lázaro criou um perfil com o nome "Patrik Sousa" e que acessava o Facebook para ver as notícias sobre sua caçada.

Na foto de perfil, Lázaro colocou a imagem de um helicóptero fazendo as buscas sob a mata da região do entorno de Brasília. O criminoso também adicionou uma foto de policiais em terra com a legenda: “As buscas não param. Breve estará nas mãos da polícia. Não volta em viatura, volta com o IML”.

Caçada

Lázaro Barbosa é procurado desde o dia 9 de junho. A população que mora na região segue apreensiva, já que Lázaro tem sido muito agressivo na maior parte das vezes em que invade chácaras, sítios e fazendas das cidades por onde passa.

O serial killer é suspeito, ao todo, de pelo menos nove crimes: roubo, estupro, sequestro, tentativa de homicídio, homicídio, furto, porte ilegal de arma de fogo, tentativa de latrocínio e invasão. Ele já foi condenado por duplo homicídio na Bahia.

A polícia de Goiás prendeu dois homens suspeitos de ajudar Lázaro durante a fuga. Os homens são um fazendeiro e o caseiro de uma propriedade rural no distrito de Girassol, em Cocalzinho de Goiás. Veja quem são os homens, clicando aqui.

Na manhã desta sexta-feira (25), o portal Metrópoles divulgou a informação de que o caseiro preso na quinta-feira (24) revelou que Lázaro fazia refeições e dormia na fazenda do patrão, que também foi preso, há pelo menos cinco dias. O caseiro disse que ouviu o patrão gritando para Lázaro ir comer.

Mais Lidas