PANDEMIA

Covid-19: Pesquisadores questionam dados divulgados pelo Governo de Pernambuco sobre pesquisa de Harvard

Governo de Pernambuco divulgou uma pesquisa de Harvard que aponta o Estado com o melhor resultado no enfrentamento à covid-19 no Brasil

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 01/07/2021 às 18:26
Reprodução/Governo de Pernambuco
FOTO: Reprodução/Governo de Pernambuco
Leitura:

Com a pandemia da covid-19, a expectativa de vida no Brasil foi reduzida. A conclusão é apontada por um estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, publicado pela revista britânica Nature. A pesquisa usa dados sobre o total de mortes relatadas em 2020 e, de janeiro a abril de 2021, para medir e comparar o número de mortes entre os estados. Nos quatro primeiros meses de 2021, as mortes por covid-19 representaram 107% do total do ano passado. Ou seja, só nesses quatro meses, a expectativa de vida dos brasileiros ao nascer já perdeu 1,8 ano.

Em Pernambuco, a perda foi de zero 0,78. Apesar do dado local ser menor do que o nacional, especialistas afirmam que os números não são motivo para comemoração. Entretanto, não foi assim que o Governo de Pernambuco interpretou. Segundo o governador, Paulo Câmara, os dados foram positivos e teriam mostrado a eficácia das medidas de enfrentamento à pandemia.

O pesquisador do Instituto Tecnológico Vale e doutor em biotecnologia, Marx Lima, explica que o estudo não avalia o desempenho dos Estados nas medidas de combate à pandemia de covid-19. E que o atraso nas notificações de mortes registradas por cada estado pode prejudicar os resultados da análise.

>> Governo de Pernambuco divulga pesquisa de Harvard que aponta o Estado com o melhor resultado no enfrentamento à Covid-19 no Brasil

Os autores do estudo deixam claro que os dados de 2021 são preliminares.

Nota do Governo de Pernambuco

Em resposta aos questionamentos, o Governo de Pernambuco detalhou os dados divulgados pela pesquisa.

O Governo de Pernambuco divulgou ontem a pesquisa: Redução na expectativa de vida no Brasil depois da Covid-19, realizada pela Universidade de Harvard e publicada pela revista cientifica Nature. Na primeira frase do release enviado à imprensa está destacado: “Pernambuco foi o Estado brasileiro com a menor diminuição na expectativa de vida média de seus cidadãos, quando analisadas as taxas de mortalidade entre os meses de janeiro e abril de 2021”, deixando assim bem claro o período a que se refere o texto.

Sobre a relação entre o resultado encontrado na pesquisa e o desempenho dos estados, está destacado no primeiro parágrafo da página 2 da pesquisa: “No Nordeste, contudo, as reduções estimadas na expectativa de vida em 2020 são menores do que no Norte. Governadores dessa região (Nordeste) impuseram as mais rigorosas medidas de distanciamento, na direção oposta das recomendações do presidente”. Além do release, a íntegra do estudo foi encaminhado à imprensa para que os repórteres pudessem tirar suas próprias conclusões.

A citada pesquisa só referenda o que dados disponíveis no Datasus ou em publicações semanais da Organização Panamericana de Saúde vêm demonstrando durante todo o ano de 2021 que, considerando a mortalidade, ou seja avaliando os estados que mais salvaram vidas humanas nessa pandemia, Pernambuco sempre aparece nos primeiros lugares.

Mais Lidas