IMUNIZAÇÃO

Covid-19: Cidade de Pernambuco vai começar a vacinar jovens de 23 a 29 anos; saiba mais

Cidade também vai punir quem tentar "escolher" qual vacina contra covid-19 tomar

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 07/07/2021 às 18:40
Buda Mendes/Getty Images
FOTO: Buda Mendes/Getty Images
Leitura:

Distante a cerca de 117 km do Recife, uma cidade do Agreste de Pernambuco anunciou nesta quarta-feira (7) que irá reduzir a faixa etária da vacinação contra a covid-19. A partir desta quinta-feira (8), vão poder se imunizar pessoas de 23 a 29 anos de idade residentes em Salgadinho.

Segundo a Prefeitura de Salgadinho, "alguém que não seja residente no município tomou, ou pretende tomar a vacina aqui, perderá o direito de tomar a segunda dose em nossa cidade".

>> Atenção, millennials! Veja onde pessoas com 30 anos ou menos já estão sendo vacinadas em Pernambuco

>> AstraZeneca, Pfizer, Janssen ou CoronaVac: saiba o que pode acontecer se você "escolher” vacina contra covid-19

"Sommelier" de vacina punido

A gestão municipal vai punir quem decidir escolher a vacina. "Informamos também que, pessoas que estão adiando a vacina no intuito de tomar outro tipo de imunizante, ficarão suspensas do agendamento por 60 dias, sendo liberado após o termino do prazo e inclusão do nome no final da fila", diz a prefeitura.

Vacinação em Pernambuco

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), até esta quarta-feira (7), Pernambuco já aplicou 4.492.504 doses de vacinas contra a covid-19 na sua população, desde o início da campanha de imunização no Estado. Desse total, 1.190.256 pernambucanos completaram seus esquemas vacinais, sendo 1.102.599 pessoas que foram vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outros 87.657 pernambucanos que foram contemplados com vacina aplicada em dose única.

Em relação às primeiras doses, foram 3.302.248 aplicações. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 306.651 trabalhadores de saúde; 26.073 povos indígenas aldeados; 43.367 em comunidades quilombolas; 7.700 idosos em Instituições de Longa Permanência; 671.630 idosos de 60 a 69 anos; 602.957 idosos de 70 e mais; 1.554 pessoas com deficiência institucionalizadas; 397.350 pessoas com comorbidades; 31.010 pessoas com deficiência permanente; 58.329 gestantes e puérperas; 320.309 trabalhadores de serviços essenciais; 1.078 pessoas em situação de rua; 23.996 pessoas privadas de liberdade, além de 810.244 pessoas de 18 a 59 anos.

Em relação às segundas doses, já foram beneficiados 222.098 trabalhadores de saúde; 25.804 povos indígenas aldeados; 22.123 em comunidades quilombolas; 5.785 idosos institucionalizados; 317.316 idosos de 60 a 69 anos; 499.530 idosos de 70 anos e mais; 1.181 pessoas com deficiência institucionalizadas; 3.253 pessoas com comorbidades; 5.509 trabalhadores de serviços essenciais; totalizando 1.102.599 pernambucanos.

Em relação à dose única, foram beneficiadas 1.125 idosos de 60 a 69 anos; 3.502 idosos de 70 anos e mais; 659 pessoas com comorbidades; 102 pessoas com deficiência permanente; 7.965 trabalhadores de serviços essenciais; 153 pessoas em situação de rua, além de 74.151 pessoas de 18 a 59 anos.

Mais Lidas