Política

Bolsonaro: 55% dos brasileiros nunca confiam nas declarações do presidente da República, diz pesquisa; veja números


De acordo com o Datafolha, apenas 15% do eleitorado dizem confiar sempre no que diz Bolsonaro

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 09/07/2021 às 8:42
Reprodução/Youtube
FOTO: Reprodução/Youtube
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro é desacreditado pela maioria dos brasileiros, revelou pesquisa Datafolha publicada pelo jornal Folha de São Paulo. Segundo o levantamento, 55% dos brasileiros nunca confiam no chefe do Executivo nacional.

Também segundo o Datafolha, 28% dos brasileiros confiam "às vezes" em Bolsonaro. Apenas 15% dos entrevistados disseram confiar "sempre" no que o presidente diz. 1% não soube responder a pergunta feita pelo instituto.

A pesquisa entrevistou 2.074 pessoas entre os dias 7 e 8 deste mês de julho. O Datafolha também disse que 51% dos eleitores desaprovam o governo de Bolsonaro, classificando como "ruim ou péssima" a gestão.

A maioria dos brasileiros, conforme dados da pesquisa, também consideram Bolsonaro desonesto, incompetente, falso, pouco inteligente e autoritário. Veja dos dados da pesquisa clicando aqui.

Argumentos sem provas

O presidente Jair Bolsonaro costuma fazer declarações e acusações sem provas. Na pandemia do novo coronavírus, por exemplo, Bolsonaro defende com unhas e dentes medicamentos que cientistas já provaram não ajudar no tratamento da covid-19.

O presidente também costuma criticar o sistema eleitoral brasileiro, do qual ele mesmo foi eleito várias vezes como deputado federal e, em 2018, como presidente da República. Sem apresentar provas, Bolsonaro diz que há fraudes nas eleições. A Justiça Eleitoral, por outro lado, demonstra que o sistema é auditado e que não há nenhuma suspeita de fraudes. Inclusive, o sistema não é ligado à internet e, antes do início das votações, todas as urnas são checadas, confirmando não haver nenhum voto contabilizado antes do primeiro eleitor se dirigir à cabine de votação e depositar seu voto.


Mais Lidas