Música ao vivo liberada em bares e restaurantes de Pernambuco, mas o público não pode dançar junto; entenda

A nova flexibilização foi revelada, em coletiva online do Governo de Pernambuco, após queda dos casos de covid-19

FLEXIBILIZAçãO
Música ao vivo liberada em bares e restaurantes de Pernambuco, mas o público não pode dançar junto; entenda

Bares e restaurantes apresentam movimento intenso, principalmente nos fins de semana - Foto: Pedro Neto/Especial para o NE10 Interior

Após informar a liberação dos música ao vivo em bares e restaurantes, a partir do dia 19 de julho, o Governo de Pernambuco revelou, em entrevista coletiva online, que essa parte do setor de eventos vai funcionar ainda sem a área de dance, ou seja, o artista pode fazer o show, mas as pessoas dançarem juntos para não ocasionar aglomeração, segundo a secretaria executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça.

> Não é possível escolher qual marca da vacina contra covid-19 receber, diz secretário de saúde de PE

Além disso, os bares e restaurantes terão uma hora a mais de funcionamento nos finais de semana e feriados. Na Região Metropolitana do Recife, em parte da Zona da Mata e do Agreste (Macro 1), podem funcionar até às 23h. Nas demais regiões, o funcionamento fica liberado até às 22h. A nova flexibilização acontece devido a desaceleração dos casos de covid-19 no Estado, segundo a Secretária Estadual de Saúde (SES-PE).

Atividades econômicas

Desde o dia 05 de julho, com a redução no número de leitos de UTI com pacientes da covid-19 e estabilidade nos casos, o Governo de Pernambuco decidiu fazer alterações no Plano de Convivência com a Covid-19 e flexibilizou o funcionamento das atividades econômicas em todo o Estado. Confira abaixo os detalhes das mudanças:

Eventos sociais/buffet: Na macrorregião 1, que engloba o Grande Recife, as zonas da Mata Norte e Sul e parte do Agreste, vão funcionar das 8h às 23h, durante a semana, e das 8h às 22h, nos finais de semana. Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 8h às 22h, na semana, e 8h às 21h, no final de semana. O número de pessoas, em todas as macrorregiões, será de 50 ou 30% da capacidade do local, o que for menor. Música ao vivo continua proibido. 

Exemplos: Aniversários, batizados, bodas, casamentos, festas infantis, formaturas e noivados.

> Máscara de tecido protege do coronavírus? E de TNT? Médico responde

Eventos corporativos: Na macrorregião 1, vão funcionar das 8h às 22h, tanto durante a semana quanto aos sábados e domingos. Antes, podiam funcionar até às 21h nos finais de semana. Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 8h às 22h, na semana, e 8h às 21h, no final de semana. O número de pessoas, em todas as macrorregiões, passa de 50 para 100 ou 30% da capacidade do local, o que for menor. Música ao vivo continua proibido.

> Por que as pessoas com duas doses da vacina ainda podem contrair a covid-19?

Exemplos: Assembleias, capacitações, cursos, conferências, congressos, convenções, encontros, entrevistas, fóruns, painéis, palestras, reuniões, simpósios, seminários, solenidades, treinamentos, webinar e workshops.

Colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico: Na macrorregião 1, vão funcionar das 8h às 23h, na semana, e das 8h às 22h, nos finais de semana. Antes, podiam funcionar até às 22h, na semana, e às 21h, aos sábados e domingos. Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 8h às 22h, na semana, e 8h às 21h, no final de semana. O número de pessoas, em todas as macrorregiões, passa de 50 para 100 ou 30% da capacidade do local, o que for menor. Música ao vivo, alimentos e bebidas continuam proibidos.

> O que acontece se tomou vacina vencida? Quem é responsável pela vacinação? Saiba as respostas

Cinema, teatro e circo: Na macrorregião 1, vão funcionar das 9h às 23h, na semana, e das 9h às 22h, nos finais de semana. Antes, podiam funcionar das 10h às 22h, na semana, e das 10h às 21h, aos sábados e domingos. Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 9h às 22h, na semana, e das 9h às 21h, no final de semana. O número de pessoas, em todas as macrorregiões, passa de 100 para 200 ou 50% da capacidade do local, o que for menor.

> É gripe, dengue ou covid-19? Veja as diferenças e saiba onde receber atendimento em cada uma delas

Museus e demais equipamentos culturais: Na macrorregião 1, vão funcionar das 9h às 22h, na semana e nos finais de semana. Antes, podiam funcionar das 10h às 22h, na semana, e das 10h às 21h, aos sábados e domingos. Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 9h às 22h, na semana, e das 9h às 21h, no final de semana. Continua permitido um visitante a cada 20 metros quadrados nas áreas expositivas internas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas expositivas externas.

> Teve reações da vacina contra covid-19? Todo mundo vai sentir? Pode tomar remédio? Saiba o que fazer

Clubes sociais: Na macrorregião 1, vão funcionar das 5h às 23h, na semana, e das 5h às 22h, nos finais de semana. Antes, podiam funcionar das 5h às 22h, na semana, e das 5h às 21h, aos sábados e domingos. Já nas macrorregiões 2, 3 e 4, vão poder funcionar das 5h às 23h, na semana, e das 5h às 22h, no final de semana.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.