"O vírus continua entre nós. Para que haja contaminação, basta um descuido", alerta secretário de Saúde de Pernambuco

Secretário, que é médico, explica que, apesar da tendência de queda nos números da pandemia em Pernambuco, população deve manter cuidados

PANDEMIA DO NOVO CORONAVíRUS

Feirinha na Rua do Bom Jesus, no Recife Antigo - Foto: Gabriel Dias/Rádio Jornal

Em pronunciamento na tarde desta quinta-feira (22), o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, alertou que, apesar dos números da pandemia apresentarem queda no estado, os riscos de contaminação e de morte continuam presentes. "O vírus continua entre nós. Para que haja contaminação, só é preciso um descuido", alertou o gestor. Nesta quinta-feira (22), Pernambuco chegou a 18.502 mortes causadas pela covid. 

"O relaxamento nos cuidados poderá trazer um aumento na contaminação, gerar um aumento de novos casos e propiciar aumento nas internações, com mais perdas de vidas. Por isso, cuidado e vacina são mantra para que possamos vencer o vírus e suas eventuais variantes", disse o secretário. 

De acordo com André Longo, os números de leitos de UTI ocupados com pacientes de covid-19 tem diminuído. Na semana passada, a ocupação caiu 8,6% em comparação com a semana anterior. "Atualmente, temos 53% de leitos ocupados", disse o secretário. Segundo o gestor, essa é a primeira vez, desde janeiro, que o Estado tem menos de 800 pacientes internados em leitos de UTI por causa da covid-19.

Novos casos

Na semana passada, foram notificadas mais 705 casos graves de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) em Pernambuco. Isso representa uma queda de 25% em comparação com os 7 dias anteriores. 

Apesar disso, os números continuam altos. Nesta quinta, por exemplo, a SES anotou mais 58 óbitos causados pela covid-19 e chegou ao triste patamar de 18.500 mortes desde o início da pandemia. Até aqui, 582.849 casos já foram confirmados da doença em Pernambuco.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.