HOSPITAL DA RESTAURAÇÃO

Estado de saúde atualizado de banhista que sofreu ataque de tubarão em praia de Piedade nesse domingo (25)


O incidente aconteceu em frente à Igrejinha de Piedade, mesmo ponto onde morreu o auxiliar de serviços gerais Marcelo Rocha Santos, de 51 anos, há duas semanas.

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 26/07/2021 às 11:29
Diego Nigro/JC Imagem
FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

O banhista de 32 anos que foi atacado por um tubarão na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, nesse domingo (25), teve o estado clínico atualizado nesta segunda-feira (26). O incidente aconteceu em frente à Igrejinha de Piedade, mesmo ponto onde morreu o auxiliar de serviços gerais Marcelo Rocha Santos, de 51 anos, também vítima de ataque de tubarão, há duas semanas.

>>>Após novo ataque de tubarão, Cemit pode adotar medidas para evitar incidentes na Igrejinha de Piedade

De acordo com a assessoria do Hospital da Restauração, Everton Guimarães Reis está na sala de recuperação, consciente e orientado. O quadro clínico é considerado estável e ele e deve ir ainda hoje para a enfermaria.

"A vítima, de 32 anos, do sexo masculino, estava em águas rasas. Os guarda-vidas realizaram a contenção da hemorragia, com o apoio da equipe de Moto resgate. A vítima sofreu uma lesão na parte posterior da coxa esquerda e glúteos e foi conduzida, consciente, para o Hospital da Aeronáutica", disse a nota enviada pelo Corpo de Bombeiros, ainda ontem (25).

Chegada no hospital

Segundo revelou o Corpo de Bombeiros, após ser estabilizado, o Samu conduziu o banhista para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área central do Recife. Veja o momento em que ele chegou na unidade de saúde:

Há duas semanas outro banhista morreu após ser atacado

O incidente acontece exatamente duas semanas após o auxiliar de serviços gerais Marcelo Costa Santos, 51 anos, ter morrido após ser mordido pelo animal no mesmo ponto da Praia de Piedade. Testemunhas contaram que a vítima não havia ingerido bebida alcoólica e estava no raso. Ele entrou no mar para se limpar.

O tubarão chegou a amputar a mão direita da vítima e a causar um ferimento profundo em sua coxa direita. Ao chegar no hospital, a vítima teria sofrido uma parada cardiorrespiratória e falecido.

Trecho perigoso

Desde que Pernambuco iniciou os registros oficiais de incidentes com o tubarão, em 1992, a Igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, é apontada como a área com o maior número de ataques.

A lista oficial de pessoas atacadas por tubarão no Estado tem início com um caso ocorrido em 1992. Mas relatos de testemunhas e familiares de vítimas revelam que incidentes com esse tipo de animal em Pernambuco já aconteciam desde o início do século passado. Em 2012, o Jornal do Commercio contou a história do padre que morreu após um ataque em frente à Igrejinha de Piedade.


Mais Lidas