polêmica

Jair Bolsonaro chama presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, de ''filho da puta''; veja vídeo

O presidente da República, Jair Bolsonaro, tem feito vários ataques contra os ministros do TSE e do STF após investigações

Publicado em 06/08/2021 às 16:58
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Durante um encontro com apoiadores em Santa Catarina, o presidente da República Jair Bolsonaro causou nova polêmica ao chamar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, de 'filho da puta'. A fala foi registrada em uma transmissão ao vivo, através das redes sociais, nesta sexta-feira (06). O chefe do executivo subiu ainda mais o tom após ser incluído no inquérito do STF sobre a divulgação de informações falsas e também ser investigado pelo próprio TSE.

> Manifestantes protestam contra Jair Bolsonaro no Recife; veja imagens

> Pelo voto impresso, apoiadores de Jair Bolsonaro caminham na Zona Sul do Recife

Além disso, insinuou que Luís Roberto Barroso de atuar politicamente, ou seja, com parcialidade. "Aquele filho da puta do Barroso", afirmou Jair Bolsonaro. O presidente da república tem feito vários ataques aos ministros das duas cortes.

O TSE decidiu, por unanimidade, determinar duas medidas contra Jair Bolsonaro por declarações falsas de fraude no sistema de votação eletrônico e ameaças às eleições de 2022, sendo determinada a abertura de inquérito administrativo e a inclusão do presidente da República sobre a investigação das fake news.

> “Bolsonaro já cometeu crime de responsabilidade em três oportunidades”, diz Fernando Haddad

Ambos os casos tramitam no STF, sob a relatoria de Alexandre de Moraes. O desfecho dessas apurações pode levar à impugnação de registro de candidatura à reeleição ou até mesmo inelegibilidade de Jair Bolsonaro.

Insinuação sobre Lula

Jair Bolsonaro também chegou a questionar o fato de do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva ter sido solto na Operação Lava-Jato. "É justo quem tirou Lula da cadeia, quem o tornou elegível, ser o mesmo que vai contar o voto numa sala secreta no TSE?". No entanto, de acordo com a apuração da revista Veja, Luís Roberto Barroso já negou o registro de candidatura ao petista e votou a favor da prisão dele.

Mais Lidas