DESRESPEITO

Um dia após ser autuado por aglomeração, estabelecimento no Recife é interditado por realizar festa com mais de 800 pessoas


Segundo o Procon-PE, desde janeiro, 382 estabelecimentos já foram autuados e 102 foram interditados

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 23/08/2021 às 9:43
Reprodução/ Procon
FOTO: Reprodução/ Procon
Leitura:

Em mais um final de semana de fiscalização, o Procon Pernambuco interrompeu uma festa com mais de 800 pessoas no Recife. Da sexta-feira (20) até o domingo (22), em apoio à Operação Muvucão da Prefeitura do Recife, o Procon-PE realizou vistoria pelos estabelecimentos da região da Zona Norte do Recife. Para cumprimento do decreto estadual de prevenção à covid-19, a fiscalização foi em conjunto com a Apevisa, Procon Recife, Guarda Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Brigada Militar e Dircon.

>> Os shows em Pernambuco vão voltar? E os eventos? Entenda o Selo Passe Seguro PE

>> Apesar da pandemia da covid-19, próximos meses têm shows marcados em Pernambuco e venda de ingressos; veja lista

Mais de 800 pessoas em show

Neste domingo (22), durante vistoria no "Pagode da Pressão", localizado na Avenida Beberibe, no Fundão, mais de 800 pessoas foram constatadas sem a utilização de máscara e sem praticar o distanciamento social. O estabelecimento foi autuado e interditado pelo Procon-PE por tempo indeterminado.

O local havia sido autuado em uma vistoria realizada no sábado (21) por não cumprimento correto da distância entre mesas e consumidores.

“Temos falado tanto sobre não aglomerar pela saúde de todos, mas as pessoas ainda insistem em desacatar as medidas. Toda essa falta de respeito pode colocar todos em riscos e os estabelecimentos que não se adequarem serão punidos”, alerta Pedro Eurico, o secretário de Justiça e Direitos Humanos.

Outas interdições

Na sexta (20), O Teimoso Esporte Club foi autuado e interditado. No local, que estava funcionando como bar, muitos estavam aglomerando e não usavam máscara. Já no sábado (21), o Boteco Empório da Cerveja, localizado no bairro do Arruda, foi autuado por não ter o distanciamento correto das mesas e por consumidores estarem circulando sem máscara.

De Janeiro até agora, o Procon-PE já fiscalizou mais de 1.630 estabelecimentos. Deste número, 382 foram autuados e 102 foram interditados.

Como denunciar

As denúncias de irregularidades em Pernambuco devem ser feitas ao 190 da Polícia Militar; para o Whatsappp do Núcleo de Monitoramento da Covid-19 (81) 3181 7000; ou ainda no 0800.282.1512 do Procon Pernambuco.


Mais Lidas