Tire dúvidas

Parcela residual do 13º do Bolsa Família em Pernambuco: tudo o que você precisa saber

O pagamento da parcela residual do 13º do Bolsa Família em Pernambuco já começou

Com informações do JC Online
Com informações do JC Online
Publicado em 27/08/2021 às 12:34
Adriano Machado/Bloomberg
FOTO: Adriano Machado/Bloomberg
Leitura:

O Governo do Estado iniciou, nessa quinta (26), o pagamento da folha residual dos beneficiários que têm direito ao 13º do Bolsa Família, iniciativa estadual que concede uma parcela extra aos atendidos pelo programa federal. São mais de R$ 3 milhões pagos nesta etapa, com parcelas entre R$ 41 e R$ 150, e que vão contemplar 29.091 famílias.

>> Confira o calendário da parcela residual do 13º do Bolsa Família em Pernambuco

Quem tem direito?

Os beneficiários que têm direito à parcela extra são aqueles que regularizaram a situação junto ao programa Bolsa Família, após a geração das folhas de pagamentos, nos meses de fevereiro, março e abril, e antes do final do mês de maio, conforme previsto no Decreto de Regulamentação do Programa.

>> Veja como sacar a parcela residual do 13º do Bolsa Família em Pernambuco

>> Saiba como consultar se você recebe e qual valor da parcela residual do 13º do Bolsa Família em Pernambuco

Como saber se o recurso está disponível?

Para saber se o recurso está disponível, os beneficiários podem fazer a consulta no site www.sdscj.pe.gov.br, digitando o Número de Identificação Social (NIS) e a data de nascimento do responsável familiar pelo benefício.

Calendário

  • NIS Final 1 a 7 - 26/08
  • NIS Final 8 - 27/08
  • NIS Final 9 - 30/08
  • NIS Final 0 - 31/08

Como e onde sacar?

O saque continuará sendo feito nos mesmos locais onde o beneficiário já recebe o seu benefício do Bolsa Família: nas agências da Caixa Econômica Federal, terminais eletrônicos, lotéricas ou estabelecimentos credenciados. O 13º do Bolsa Família é gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ).

Maior valor investido

O 13º do Bolsa Família é gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ). O Secretário da SDSCJ, Sileno Guedes, explicou, em entrevista ao JC Online, que, com este pagamento, o Governo do Estado termina o ano com o maior valor investido.

“Mesmo com um pouco menos de famílias contempladas, aumentamos o investimento em comparação com o ano passado porque cresceu o número de famílias que registraram o CPF na nota fiscal e, assim, atingiram o teto do valor do programa, que é de R$150,00”, pontua o gestor que completa ressaltando que "a folha extra se soma aos mais de R$ 157 milhões investidos pelo governador Paulo Câmara no programa estadual este ano. Os recursos foram destinados a 1.179.376 famílias pernambucanas, uma expressiva parcela da população pernambucana”, destacou Sileno.

Mais Lidas