polêmica

Nora de Gilberto Gil desabafa sobre fim do casamento com Bem Gil: ''Estava sendo enganada e todos sabiam''


O desabafo da artista, em uma publicação no Instagram, chamou a atenção das redes sociais por tudo o que foi apontado

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 30/08/2021 às 13:46
Reprodução/Instagram
FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

A cantora Mãeana, que é nora de Gilberto Gil, desabou no Instagram nesta segunda-feira (30) sobre o fim do casamento dela com o músico Bem Gil, filho do cantor baiano. Na publicação, deletada pouco tempo depois, ela comenta que sofreu por causa de atitudes covardes. Além disso, na legenda, a artista também revelou que está desapontada com Gilberto Gil, mas afirma que vai superar e seguir em frente com a vida.

> Ex-noiva de Whindersson Nunes, Maria Lina quebra o silêncio sobre o término com o humorista

"Essa foto foi em mais uma época em que eu estava sendo enganada e todos sabiam, menos eu", disse a artista ao publicar uma foto ao lado de Bem (Gil). Fica uma raiva de ver a facilidade que um macho tem para cometer as maiores crueldades, fica a indignação de não ver ninguém se colocando, de ver tanta passada de pano em torno da podridão. A sincerona aqui é louca e deve ser aniquilada", desabafou Mãeana. As redes sociais especulam que a cantora Roberta Sá tenha sido o pivô da separação.

O desabafo

Mãeana e Bem Gil têm dois filhos: Dom e Sereno. O músico também é pai de Bento, fruto de um relacionamento com Barbara Ohana, sobrinha de Claudia Ohana. Confira abaixo o texto em que a cantora Mãeana usou para legenda da publicação:

"Um brinde aos casais que conseguem se separar em paz. Impossível depois destes 11 anos de relacionamento não sentir horror de cada covardia que sofri e aceitei em nome de algo maior {o amor à arte, o sonho da família encantada e o trauma da separação de meus pais} essas covardias passam diantedos meus olhos cada vez que me lembro que o 'algo maior' não resistiu, não foi suficiente.

Essa foto foi em mais uma época em que eu estava sendo enganada e todos sabiam, menos eu. Perdoem-no, a vida não é fácil, mas se eu contar vocês vão perguntar: como você aguentou? Foram facadas pelas costas, dos piores jeitos, nos piores momentos. Eu não sou do tipo que se prepara para facadas, estou sempre acreditando nas pessoas, no carisma da minha sinceridade, nas amizades que faço, nas minhas demonstrações de vulnerabilidade, as quais considero de grade força e poder, sempre sempre acreditando: agora as coisas vão mudar, agora vão me entender me perdoar, agora vão em acolher do jeito que sou! E dentro do abraço dissimulado mais uma faca afiada.

Eu vou superar, adoro perdoar, mas é que agora eu preciso falar gente, foi demais. Fica uma raiva de ver a facilidade que um macho tem para cometer as maiores crueldades, fica a indignação de não ver ninguém se colocando, de ver tanta passada de pano em torno da podridão. A sincerona aqui é louca e deve ser aniquilada.

Fica também, não posso deixar de dizer, uma grandessíssima decepção com o grande patriarca, poeta tão profundo que parece ceder ao descaso com os sentimentos de quem está perto, ceder à uma paz blindada, ceder por exemplo (!) aos encantos superficiais de uma Roberta saco do canto desalmado que só fica simpática quando toma um vinho caro. É triste. Não sei se vocês sabem, mas Gil fez um disco pra ela. É até bom, boas canções, mas sendo Pai, eu disse Pai, de cantoras verdadeiramente interessantes como Preta e Nara.

Sei que tô apontando o dedo e sei que isso é erradão, principalmente em se tratando de um velho de 80 anos, esse post deve sumir daqui a pouco, como sumiu o nude maravilhos do Ney Matogrosso. Velho que sigo admirando. Desabafei. E Deus é o amor no qual perdoo a mim mesma."


Mais Lidas