entrevista

Presidente do Sindicombustíveis garante que não haverá desabastecimento em Pernambuco: ''Condições de atender a todos''

''A procura sem necessidade é que atrapalha'', afirmou Alfredo Pinheiro Ramos após longas filas em postos de combustíveis

Publicado em 09/09/2021 às 9:29
Guga Matos/JC Imagem
FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Após as várias e longas filas formadas em postos de combustíveis na Região Metropolitana do Recife, por causa da paralisação de caminhoneiros bolsonaristas, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicombustíveis-PE), Alfredo Pinheiro Ramos, afirmou que a população de Pernambuco não precisa entrar em pânico, pois, até o momento, não há possibilidade da gasolina, álcool ou diesel acabar.

> Em Pernambuco, "desabastecimento não vai acontecer, mas estamos em alerta", diz presidente do Sindicombustíveis-PE

''A gente tem condições de atender a todos, mas não vemos a necessidade de todo mundo ir aos estoques. Esse movimento da população pode em alguns postos faltar, pois a movimentação está acima de 50% acima do normal. a gente vê um movimento pontual, de (bloqueio) em algumas estradas. O que mais tranquiliza é que tem combustível suficiente. As pessoas não precisam ir ao posto e enfrentar fila [...] A procura sem necessidade é que atrapalha'', afirmou em entrevista ao Passando a Limpo, na Rádio Jornal. Confira a entrevista completa:

Realidade

As imagens de pessoas formando filas para abastecimento são comuns, desde a quarta-feira (08). No entanto, o presidente do Sindcombustíveis reforçou que os áudios e vídeos alertando para o desabastecimento não condizem com a realidade do postos. ''Estamos tendo contato com as distribuidoras e todos os tipos de combustíveis e o gás de cozinha está saindo de Suape com o fluxo normal [...] Nós temos condições de abastecer toda a população pernambucana, mas o que atrapalha é quem não tem a necessidade de abastecer (o veículo). Vai dar um tumulto pontual, pois só assim para faltar combustíveis'', completou Alfredo Pinheiro Ramos.

Paralisação de caminhoneiros

Os caminhoneiros apoiadores de Jair Bolsonaro bloquearam várias estradas ao longo do Brasil. Pelo menos, 15 Estados foram registradas as paralisações do setor, que pediram a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o Governo Federal, os atos não são organizados por qualquer entidade setorial do transporte rodoviário de cargas. Em Pernambuco, não há mais registros de bloqueios das rodovias.

> Mobilização de caminhoneiros: tudo que se sabe até agora e como estão as estradas no Brasil

"O povo brasileiro não aguenta mais esse momento que país está atravessando através da forma impositiva que STF vem se posicionando", disse Francisco Burgardt, presidente da União Brasileira dos Caminhoneiros (UBC), em vídeo que circula pelas redes sociais, refente à paralisação dos caminhoneiros.

 

Mais Lidas