Benefício

7 milhões de aposentados do INSS podem ter seus benefícios bloqueados; Saiba o que fazer para evitar

O bloqueio dos pagamentos de aposentadorias do INSS tinha sido suspenso por causa da pandemia, mas foi retomado há dois meses

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 10/09/2021 às 9:38
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
FOTO: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Leitura:

O prazo para a realização da "prova de vida" do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para as pessoas que deveriam ter feito em setembro e outubro de 2020 vence ao final do mês de setembro. Quem faria em novembro e dezembro do último ano, terá até outubro deste ano. Já os que deveriam ter realizado em janeiro e fevereiro, terão até novembro, enquanto quem faria em março e abril terá até dezembro.

>> Confira o calendário do INSS para aposentados e pensionistas em setembro

Entrevista

Tire suas dúvidas na entrevista com o advogado previdenciarista, Paulo Perazzo, nesta sexta-feira (10), no Passando a Limpo, na Rádio Jornal:

Bloqueios retomados

Em março de 2020, o bloqueio do pagamento dos benefícios foi suspenso por causa da pandemia. O procedimento foi retomado em julho de 2021. Dois meses depois, 7.3 milhões de brasileiros ainda não regularizaram a situação. Quem não fizer a "prova de vida" terá o benefício cortado.

Como fazer a prova de vida?

O beneficiário pode fazer a prova de vida por reconhecimento facial no computador ou no aplicativo do celular. O cliente que tiver o serviço de reconhecimento biométrico por meio da impressão digital pode fazer o procedimento em um caixa eletrônico. Se não puder sair de casa e não tiver acesso à internet, o telefone é de outra opção, também grátis, pelo número 135. No site do INSS, o aposentado ainda pode agendar uma visita em casa.

>> Saiba como e quando fazer a prova de vida do INSS 2021

O beneficiário pode ainda mandar um representante ao banco sacar o dinheiro. Para isso, precisa de uma procuração pública registrada em cartório. O documento, que era pago, passou a ser gratuito.

Mais Lidas