Política

Vaza vídeo em que Temer e outros políticos fazem piada de Bolsonaro; "bobo da corte", dispara deputada; assista

Ex-presidente Michel Temer havia ajudado Bolsonaro a contornar crise, após atual presidente participar de atos antidemocráticos no último dia 7 de Setembro

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 14/09/2021 às 9:36
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Um vídeo que circula nas redes sociais nesta terça-feira (14) mostra o ex-presidente Michel Temer rindo de uma imitação do presidente Jair Bolsonaro feita pelo humorista André Marinho. A cena foi gravada durante um jantar entre políticos e empresários. Com tom jocoso, o humorista faz referências à carta preparada por Temer para contornar a crise provocada pela participação de Bolsonaro nas manifestações antidemocráticas do 7 de Setembro.

“Achei ela meio infantil, meio marica, eu estou achando que foi o Michelzinho que mandou para mim”, disse o humorista, se referindo ao filho de 12 anos de Michel Temer e arrancando gargalhadas e aplausos dos participantes do encontro.

Na semana passada, Temer voltou a figurar entrar os assuntos mais comentados do país após ajudar o presidente Bolsonaro a contornar a crise causada pelos antidemocráticos realizados com apoio do Palácio do Planalto no 7 de Setembro.

Veja vídeo

“Cadê a parte que eu combinei contigo de queimar o STF? Cadê a parte que eu combinei de roubar as perucas do [Luiz] Fux [presidente do STF]? Cadê a parte que eu combinei de botar o pau de arara na Praça dos Três Poderes e dar de chicote no lombo de Alexandre de Moraes? Assim não vai dar!”, continuou o humorista.

Humorista filho de ex-aliado de Bolsonaro

André Marinho é filho do político e empresário Paulo Marinho, um dos principais aliados de Jair Bolsonaro na campanha de 2018. Para se ter ideia do nível de apoio do político a Bolsonaro nas eleições, a casa de Marinho foi usada como QG de campanha para o atual presidente.

Os dois romperam em 2020. Em maio daquele ano, o empresário denunciou que o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente, recebera informações confidenciais da Polícia Federal no âmbito das investigações do esquema de "rachadinhas", na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Flávio é investigado por obrigar funcionários do antigo gabinete dele a devolverem parte dos salários.

Mais Lidas