Política

Para 41% dos evangélicos, Bolsonaro é ruim ou péssimo, mostra pesquisa


Rejeição ao presidente Jair Bolsonaro entre evangélicos subiu 11 pontos percentuais desde o início do ano

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 17/09/2021 às 8:44
Divulgação/Marcos Corrêa/Presidência da República
FOTO: Divulgação/Marcos Corrêa/Presidência da República
Leitura:

Um dos grupos que mais apoiou a eleição de Jair Bolsonaro em 2018, agora, começa a se afastar do presidente da República. Nova pesquisa do Instituto Datafolha revela que a gestão Bolsonaro é "ruim" ou "péssima" para 41% dos evangélicos. O percentual que rejeitava o presidente em janeiro era de 30%.

Na nova pesquisa Datafolha divulgada nessa quinta-feira (16), apenas 29% do eleitorado evangélico disse que a gestão do atual chefe do Executivo nacional é "boa" ou "ótima". A diferença é de 12% entre o número de aprovação e de desaprovação.

A situação piorou para Bolsonaro. Em julho passado, na pesquisa anterior, os números era um pouco mais favoráveis para ele. 34% dos entrevistados aprovavam e 37% desaprovavam.

Os dados foram publicados pelo jornal Folha de São Paulo. A pesquisa entrevistou 3.667 pessoas entre os dias 13 e 15 de setembro, em 190 cidades brasileiras. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Outros grupos que reprovam Bolsonaro

Bolsonaro é reprovado por 85% das pessoas com ensino superior. Entre estudantes, a desaprovação é de 73%. Além disso, 61% homossexuais e bissexuais, e 59% dos pretos rejeitam o governo de Bolsonaro.


Mais Lidas