Finanças pessoais

Como fica a poupança com a nova taxa Selic? Veja simulação

Taxa básica de juros (Selic) subiu de 5,25% ao ano para 6,25% ao ano e vai impactar em aplicações de renda fixa

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 23/09/2021 às 7:30
Andre Taissin/ Unsplash
FOTO: Andre Taissin/ Unsplash
Leitura:

Quem tem dinheiro na poupança deve ficar atento à mudança na taxa básica de juros, a Selic. É que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu levar a taxa de 5,25% ao ano para 6,25% ao ano.

Com essa mudança, a rentabilidade na caderneta de poupança será de 0,36% ao mês e de 4,38% ao ano. Antes, era de 0,30% ao mês e de 3,68% ao ano, segundo apuração do portal G1, com a Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac).

Exemplo

Como exemplo, a pedido do G1, o diretor executivo da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, simulou uma aplicação na poupança no valor de R$ 10 mil em um prazo de 12 meses, considerando a manutenção atual da taxa de retorno.

  • Anteriormente: rendimento seria de R$ 368 (totalizando R$ 10.368 ou 3,68% ao ano)
  • Com a nova taxa Selic: rendimento será de R$ 438 (totalizando R$ 10.438 ou 4,38% ao ano)

Depósitos feitos até abril de 2012 seguem rendendo 0,50% ao mês e 6,17% ao ano (o que representa R$ 617 a cada R$ 10 mil aplicados).

Futuro e alerta

A expectativa é de que a Selic atinja 8,25% ao ano até o final do ano. A grande preocupação, no entanto, segue sendo com o aumento da inflação, que segue acima do teto da meta que é de 5,25%. Por este motivo, apesar de o aumento na taxa Selic representar ganho, a inflação alta consegue superar esse benefícios e, na prática, faz perder dinheiro. Em agosto passado, por exemplo, o retorno em 12 meses, descontada a inflação, foi de -7,15%, o maior desde outubro de 1991, quando se perdia -9,72% em um ano.

O Passando a Limpo tratou sobre o assunto:

Mais Lidas