Violência

200 pessoas foram baleadas dentro da própria casa no Grande Recife em 2021; Veja onde e quem são as vítimas


Esse foi o maior índice de pessoas baleadas dentro de casa, no Grande Recife, desde o início da operação do Instituto Fogo Cruzado em Pernambuco.

Com informações do JC Online
Com informações do JC Online
Publicado em 29/09/2021 às 11:44
Diego Nigro/JC Imagem
FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

O medo de ser vítima de algum crime já não é mais exclusivo para quem sai de casa. Agora, estar dentro de casa também pode representar perigo, na Região Metropolitana do Recife. Um mapeamento do Instituto Fogo Cruzado mostrou que cerca de 200 pessoas foram baleadas dentro da própria casa, entre o início do ano e essa terça-feira (28).

>> Suspeitos matam homem, invadem casa e matam prima dele, na frente dos filhos dela, em Camaragibe; crime pode ter relação com vingança

>> Mulher é executada a tiros dentro de casa no bairro dos Torrões, Zona Oeste do Recife

Números alarmantes

Os dados ainda preocupam mais quando comparados aos do ano passado, quando essa marca foi atingida apenas em 1º de dezembro, dois meses depois. Até o momento, já são 157 pessoas mortas (79%) e 43 (21%) feridas em suas residências este ano. Esse foi o maior índice desde o início da operação do Instituto em Pernambuco, em abril de 2018. A média de baleados também assusta: 22 por mês.

>> Jovem morre dentro de casa, após ser alvo de criminosos, no Recife

>> Homem é encontrado morto dentro de casa no Recife

Pandemia

O estudo condiciona parte do aumento às medidas de controle à pandemia da covid-19, que "criaram um ambiente que permitiu o crescimento do número de vítimas dentro de casa". "Esses dados demonstram que os tiros tinham um alvo. Seja um acerto de contas, dívidas, brigas, ou mesmo a proximidade entre as vítimas, tudo isso pode ser motivação para esses crimes", analisou o Instituto.

>> Estudante de enfermagem é assassinada a tiros no quintal da casa de parente em Jaboatão dos Guararapes

Porte de armas

Outro fator que teria contribuído para o cenário seria a flexibilização do porte de armas, segundo o Fogo Cruzado. Dados dão conta de que em 2020, as solicitações para posse e porte de armas em Pernambuco aumentaram 8 vezes em comparação a 2018. "O resultado é o aumento da violência, tanto nas ruas quanto em casa, prova disso é que oito em cada 10 homicídios foram praticados com arma de fogo".

Quem são as vítimas?

Ainda de acordo com o Fogo Cruzado, os homens foram os mais atingidos pela violência armada. Ao todo, 166 foram baleados em casa. Outras três vítimas não tiveram o gênero identificado. As mulheres, apesar de serem as menos afetadas, foram 16% do total dos atingidos em casa. Pesquisa mostrou que elas tiveram que lidar com outro tipo de violência, a doméstica. Das 31 mulheres atingidas por bala em 2021, cinco foram vítimas de feminicídio ou tentativas de feminicídio. Outras três gestantes foram baleadas dentro de casa.

Estar na terceira idade ou ser menor de idade tampouco foi garantia de proteção. Entre os 200 baleados, 12 eram adolescentes e seis idosos. Destes, nove jovens e todos os idosos morreram.

Onde são os casos?

Recife concentrou a maior parte das vítimas atingidas dentro de suas casas. Ao todo, houve 61 baleados no município. Em seguida, entre os cinco municípios com mais vítimas, estão Jaboatão dos Guararapes (32), Cabo de Santo Agostinho (31), Olinda (18) e Paulista (14), no Grande Recife.

SDS com dados positivos

Enquanto isso, a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) divulga dados positivos. No último dia 15 de setembro, apontou redução de 12,6% no índice de homicídios, no acumulado em relação a 2020, de 7,5% no número de vítimas de violência doméstica em agosto - e estabilidade no número de feminicídios -, além de 6,35% de baixa nos crimes de roubo. Em nota à imprensa, não foram destacados os números de assassinatos ocorridos dentro de casa.

Menos delegacias 24h

A partir de outubro, segundo a coluna Ronda JC, diminuirá ainda mais o número de unidades policiais abertas 24 horas por dia. No Recife, quem precisar registrar um boletim de ocorrência por crime de roubo ou extorsão, por exemplo, terá que se deslocar até a Central de Plantões da Capital, no bairro de Campo Grande. Se for morador de Boa Viagem, na Zona Sul, ou bairros próximos, como Imbiribeira e Ipsep, ainda há a possibilidade de fazer o registro na Delegacia de Boa Viagem. As delegacias da Várzea e de Casa Amarela, que constavam em portaria de março de 2020 como unidades de plantão, não mais funcionarão 24 horas.

Sobre o Fogo Cruzado

O Instituto Fogo Cruzado usa tecnologia para produzir e divulgar dados abertos e colaborativos sobre violência armada, fortalecendo a democracia através da transformação social e da preservação da vida. O laboratório de dados da Instituição produz mais de 20 indicadores inéditos sobre violência nas regiões metropolitanas do Rio, do Recife e, em breve, em mais cidades brasileiras.

Por meio de um aplicativo de celular, o Fogo Cruzado recebe e disponibiliza informações sobre tiroteios, checadas em tempo real. Elas estão disponíveis no único banco de dados aberto sobre violência armada da América Latina, que pode ser acessado gratuitamente pela API do Instituto.


Mais Lidas