POLÍCIA

Empresária suspeita de mandar matar funcionária de casa de ração em Abreu e Lima é presa

Suzane Neves de Almeida foi baleada no dia 21 de setembro e não resistiu aos ferimentos.

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 30/09/2021 às 15:25
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A polícia prendeu uma empresária de 51 anos em Camaragibe, no Grande Recife, por ela ser a principal suspeita de ter mandado matar a funcionária Suzane Neves de Almeida, que trabalhava em uma casa de ração localizada na Rua Manoel Pereira de Albuquerque, em Matinha, Abreu e Lima, no Grande Recife. O crime aconteceu no dia 21 de setembro.

>>>Irmão de funcionária assassinada em casa de rações em Abreu e Lima concede entrevista

>>>Homem marca encontro com mulher pela internet e é baleado ao chegar no local, em Olinda

De acordo com informações repassadas pela polícia, a suspeita de ser mandante do crime é empresária e dona de uma casa de ração, concorrente do estabelecimento. "A casa de ração prosperava e isso causou uma grande revolta entre ela e o companheiro dela, que se encontra recluso. E fez com que eles arquitetassem o crime. Eles pretendiam também matar o irmão de Suzane, mas os algozes só encontraram Suzane. O crime foi uma execução covarde", disse a delegada Stefany Azevedo.

A delegada revelou ainda que, para matar os dois, seria pago a quantia de R$25 mil aos dois executores. "Para matar um deles, foi pago a quantia de dez mil", contou.

Veja no vídeo

As imagens foram registradas por câmeras de segurança do estabelecimento. A moça, conhecida como Suzana, estava no caixa da loja quando dois suspeitos invadem o local. Ao ser abordada, ela entrega o celular a um dos criminosos. Em seguida, recolhe o dinheiro do caixa e entrega ao outro. No momento em que está retirando o relógio do pulso, os homens atiram contra ela.

A morte da vítima foi confirmada na noite do dia 21 de setembro, pela família. Ao sofrer a investida criminosa, Suzane foi socorrida para a UPA de Cruz de Rebouças e, em seguida, transferida para o Hospital da Restauração, na Área Central do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Prisões

Ao todo, oito pessoas estavam envolvidas no crime, entre elas, dois presos que já estavam reclusos na prisão. "A mandante e um dos executores já estão presos. Além dos autores do crime, ainda tem o apoio do motorista e uma pessoa que fica armada dando cobertura aos outros", revelou a delegada

Mais Lidas