REABERTURA

Pós-pandemia: Sinagoga no Bairro do Recife reabre as portas ao público


A reabertura será neste domingo (3), a partir das 14h, para grupos limitados de até 25 pessoas

Fabiani Vieira Assunção
Fabiani Vieira Assunção
Publicado em 03/10/2021 às 9:00
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Neste domingo (3), após um ano e seis meses de pausa por conta da pandemia da Covid-19, o Museu Sinagoga Kahal Zur Israel, localizado na Rua do Bom Jesus, Bairro do Recife, reabre suas portas para receber o público de forma presencial. A visita à sinagoga, está liberada para grupos de até 25 pessoas a cada horário. O espaço está adequado às normas sanitárias vigentes no Estado, seguindo todos os protocolos necessários à prevenção do coronavírus. O funcionamento será às terças e sextas, das 10h às 16h e aos domingos, das 14h às 18h. A entrada custa R$ 30 inteira e R$ 15 meia (para estudantes, professores e idosos).

História

Ao reabrir suas portas, o Museu-Sinagoga Kahal Zur Israel oferece aos visitantes um passeio pela história da presença judaica em Pernambuco, retratada em painéis, mapas, pinturas e fotografias. No século XVI, havia um importante núcleo de judeus que haviam forçosamente se convertido ao cristianismo, ou descendentes destes. Dessa maneira, o judaísmo era praticado de forma velada, às escondidas, sob pena de serem alvos da ação do Tribunal do Santo Ofício, de Portugal.

No século XVII, durante o período da dominação holandesa no Nordeste do Brasil, aqui no Recife foi constituída a primeira comunidade judaica oficialmente reconhecida nas Américas, a qual construiu a Kahal Zur Israel em 1636. Extinta 18 anos depois em 1654, a Sinagoga foi restaurada e revivida no ano 2000. No século XX ondas migratórias, vindas principalmente do leste europeu constituíram a moderna comunidade judaica em Pernambuco.

A reabertura acontece um ano e seis meses depois da pausa provocada pela pandemia
A reabertura acontece um ano e seis meses depois da pausa provocada pela pandemia
Divulgação

Na visita, um dos destaques é conhecer o salão do Templo. Além das exposições fixas, há no momento, a exposição intitulada “Alguns Eram Vizinhos”, promovida pelo Consulado Geral da Alemanha em Recife, que reflete sobre a atitude da população alemã em relação aos judeus lá residentes no período que redundou na Segunda Guerra Mundial e no Holocausto.

Para a presidente da Federação Israelita de Pernambuco (Fipe), Sônia Sette, o passeio à Sinagoga é um presente para os pernambucanos e turistas de outras regiões, é puder vivenciar o tão rico passado. “Além de admirar a Rua do Bom Jesus, antiga Rua dos Judeus, e considerada uma das mais belas do mundo, o visitante poderá compreender porque a cidade possui um legado tão rico, um porto que recebeu tantos migrantes, de tantas origens, tantas culturas. Estar na Sinagoga será uma experiência inesquecível”, aponta.

Serviço

Reabertura Museu-Sinagoga Kahal Zur Israel – Rua do Bom Jesus
Quando: domingo (3 de outubro)
Horário: 14h às 18h
Funcionamento: terças e sextas, das 10h às 16h; domingos, das 14h às 18h
Valor da entrada: R$ 30 inteira e R$ 15 meia (estudantes, professores e idosos)


Mais Lidas