Manifestações

Sábado, 2 de outubro, tem atos contra Bolsonaro no Recife e no Agreste de Pernambuco


Atos contra Bolsonaro serão realizados no Recife e no Agreste de Pernambuco neste sábado, 2 de outubro

Com informações de Cássio Oliveira, do JC Online
Com informações de Cássio Oliveira, do JC Online
Publicado em 01/10/2021 às 11:28
Felipe Ribeiro/ JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/ JC Imagem
Leitura:

Neste sábado, 2 de outubro, serão realizados atos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em diversas cidades do Brasil. De acordo com a CUT Pernambuco, o protesto contra Bolsonaro também tem outras temáticas, como "emprego decente, em favor da vida, da renda, contra a fome, a carestia e a reforma Administrativa (PEC 32)".

>> Ipespe: Lula segue à frente de Bolsonaro e lidera em todos os cenários

>> Pinochet, fake news, críticas a Lula e outros: saiba o que Bolsonaro compartilha no WhatsApp

Em Pernambuco

  • No Recife, a manifestação terá concentração às 10h, na Praça do Derby, área central da capital pernambucana.
  • Além do ato no Recife, manifestações também estão marcadas no Agreste de Pernambuco. Em Caruaru, o protesto será em frente ao prédio do INSS, às 9h.
  • Em Garanhuns, será realizada a uma caminhada, com concentração na fonte luminosa, às 8h30.

Organização

A CUT organiza as manifestações em conjunto com outras centrais sindicais, como as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, entidades que fazem parte da Frente Nacional 'Fora, Bolsonaro' e partidos políticos, como PT, PCdoB e PSOL.

"É preciso organizar, mobilizar e fazer um grande ato para derrotar o governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) e sua política de destruição dos direitos sociais e trabalhistas, e de ameaça à democracia", diz a CUT.

O PSOL Pernambuco, que participará do ato, pede, também, o reforço da vacinação contra a covid-19. “Convocamos a população pernambucana para ir às ruas. Derrotar o governo Bolsonaro é uma tarefa que não pode esperar para 2022. O aprofundamento das desigualdades nos últimos dois anos demonstra a urgência de parar Bolsonaro e seu governo de desmonte nacional e antipopular”, frisa o presidente do PSOL Pernambuco, Tiago Paraíba.

 
 

Mais Lidas