WHATSAPP

Facebook enviou equipe para tentar reiniciar servidor de forma manual


Rede social tenta retomar serviços após queda que também afetou Instagram e WhatsApp.

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 04/10/2021 às 19:25
Marcello Casal Jr./ABr
FOTO: Marcello Casal Jr./ABr
Leitura:

O Facebook precisou mandar um pequeno time de funcionários para seus centros de dados em Santa Clara (Califórnia) para fazer um "reset manual" (reinicialização) dos servidores da empresa. A informação foi veiculada pela Folha de São Paulo. É uma tentativa de reviver os serviços da empresa, que controla Facebook, Whatsapp e Instagram. Eles ficaram indisponíveis no mundo todo nesta segunda-feira (4) e voltaram a operar, com instabilidade, por volta das 19h. A informação, publicada pelo jornal New York Times, vem de um memorando interno do Facebook.

>>>WhatsApp, Instagram e Facebook seguem fora do ar; saiba mais sobre a falha geral

>>>Site mostra problemas no WhatsApp, Facebook e Instagram nas últimas 24h; confira

Com a falha nos sistemas, alguns funcionários que trabalham presencialmente não conseguiam usar seus crachás para acessar parte das dependências da empresa. Ainda de acordo com o jornal, engenheiros de segurança disseram que, com o bloqueio , não conseguiam chegar até os servidores afetados para tentar resolver a falha.

Em seu perfil oficial no Twitter, o Facebook publicou que "algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos apps e produtos". A empresa afirmou que está "trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido o possível" e que pede desculpas pela inconveniência, mas não esclareceu o que causou o problema.

Também no Twitter, o WhatsApp escreveu que está ciente dos problemas e que está trabalhando para resolver o problema. O Intagram publicou que está com dificuldades e que está trabalhando nisso. Um pico de queixas foi registrado pelo site Downdetector pouco depois das 12h nas três redes sociais —todas de propriedade do Facebook.

Perto das 13h, eram cerca de 44 mil reclamações contra o WhatsApp, 13 mil contra o Instagram e 6.700 contra o Facebook, de acordo com o Downdetector.

A instabilidade já levou o WhatsApp ao primeiro lugar nos assuntos do momento no Twitter. Em segundo, está o aplicativo de mensagens Telegram, concorrente do WhatsApp e, em terceiro, Zuckerberg (em referência a Mark Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook).

Falha geral

A falha generalizada no acesso mostra para os usuários uma mensagem de erro no domain name system (DNS) - a tecnologia que liga o endereço usado para se chegar aos sites internet protocols (IPs) dos servidores correspondentes que hospedam o conteúdo das páginas.

Na prática, é como se os números de telefone dos serviços do Facebook tivessem sido apagados da gigantesca agenda da internet. O gestor do DNS do Facebook e dos demais serviços é o próprio Facebook, o que pode significar que uma atualização malsucedida ou um erro grave nos principais servidores das redes sociais possa ter acontecido.

Segundo os números da Nasdaq - a bolsa de valores do mercado de tecnologia -, o Facebook perdeu cerca de 5,34% de valor de mercado até o momento com a falha. Isso equivale a cerca de US$ 50 bilhões - o valor total estimado da rede social Twitter. As ações do Facebook estão cotadas a US$ 326,23 - uma queda de 4,9%.


Mais Lidas