LUTO

Sport se pronuncia após morte de torcedores que viajavam para ver jogo contra o Corinthians: "Imensa tristeza"

A colisão aconteceu no km 216 da BR-232, em Pesqueira

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 08/10/2021 às 21:05
Divulgação/PRF
FOTO: Divulgação/PRF
Leitura:

Por meio de uma postagem no Twitter, o Sport lamentou a morte do torcedor João Carlos e sua filha Laura, que se deslocavam de Petrolina para o Recife e sofreram um acidente de carro, na BR-232, em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco. Além de João Carlos e Laura, estavam no mesmo carro Renata Medeiro e Lívia, mãe e filha mais nova do casal, que se encontram no hospital. Os quatro estavam em um Ford Ka que colidiu de frente com um Toyota Etios, às 11h desta sexta-feira (8). Ainda de acordo com informações da PRF, o motorista e três passageiras do Etios faleceram. Duas delas chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos.

>>Acidente entre dois carros deixa 6 mortos no Agreste de Pernambuco; criança de 11 anos está entre as vítimas

"Com imensa tristeza recebemos a notícia do falecimento de João Carlos, membro do Consulado de Petrolina, e sua filha Laura, em decorrência de um acidente de carro. Neste momento, enviamos nossas orações à esposa Renata Medeiros e sua filha mais nova, Lívia, que estão no hospital. A família rubro-negra estava vindo ao Recife para acompanhar a partida de amanhã (sábado) na Arena. Nossas mais sinceras condolências aos familiares e amigos, diz postagem do Sport.

 

O acidente

O acidente envolvendo dois carros deixou seis pessoas mortas e duas feridas nesta sexta-feira (8), em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão ocorreu por volta das 11h, no km 216 da BR-232. Ainda segundo a PRF, os passageiros feridos foram socorridos para unidades de saúde da região.

 A investigação do caso ficará a cargo da Polícia Civil de Pernambuco.
A investigação do caso ficará a cargo da Polícia Civil de Pernambuco.
Divulgação/PRF

Investigação

Tanto o órgão como o Corpo de Bombeiros e o Instituto de Criminalística (IC) e o Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local. A investigação do caso ficará a cargo da Polícia Civil de Pernambuco.

Mais Lidas