Igreja Católica

São Martinho de Lima: Veja história do santo da vassoura, mensagem e oração


São Martinho de Lima é comemorado em 3 de novembro

Agência Católica de Informações (ACI)
Agência Católica de Informações (ACI)
Publicado em 03/11/2021 às 7:07
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

“Eu te medico, Deus te cura”, costumava dizer são Martinho de Lima (ou são Martinho de Porres), o santo da vassoura e padroeiro dos barbeiros, dos grandes senhores e homens simples que acodem a ele em busca de sua ajuda. Sua festa é celebrada hoje, 3 de novembro.

São Martinho nasceu em Lima, no Peru, em 1579. Desde a infância, sentiu a predileção pelos enfermos e os pobres. Aprendeu o ofício de barbeiro e algo sobre medicina. Aos 15 anos, pediu para ser admitido como terciário no convento dos dominicanos.

Em seu serviço como enfermeiro, não fazia diferença entre pobres e aqueles que tinham mais, embora tivesse que passar por experiências de incompreensão e inveja. Em 1603, fez a profissão religiosa.

Com a ajuda de Deus, realizava alguns milagres de curas instantâneas ou, em algumas ocasiões, bastava a sua presença para que os doentes terminais começassem a se recuperar. Alguns o viram entrar e sair de recintos com as portas fechadas, enquanto outros asseguram tê-lo visto em dois lugares diferentes ao mesmo tempo.

Era tão grande o carinho e a admiração que tinham pelo humilde frei Martinho, que até o vice-rei daquela época foi visitá-lo no seu leito de morte para beijar sua mão. Morreu em 3 de novembro de 1639, beijando o crucifixo com grande alegria.

São Martinho é recordado com a vassoura, que é o símbolo de seu humilde serviço. Por isso, são João XXIII, ao canonizá-lo em 1962, disse: “Que o exemplo de Martinho ensine a muitos como é feliz e maravilhoso seguir os passos e obedecer aos mandamentos divinos de Cristo!”.

Oração

"São Martinho de Lima, em oração, erguemos nossos corações cheios de confiança e devoção. Certos de sua caridade ilimitada e útil para todos os níveis da sociedade e também de sua mansidão e humildade de coração, lhe oferecemos nossas súplicas.

Derrama em nossas famílias os presentes preciosos de sua intercessão solícita e generosa; Mostre às pessoas de todas as raças e cores os caminhos da unidade e da justiça; Implora a nosso Pai do Céu a vinda do seu reino, de forma que por benevolência mútua em Deus, os homens possam aumentar os frutos da graça e merecer as recompensas da vida eterna.

Amém.”


Mais Lidas