INVESTIGAÇÃO

Adolescente que teria participado da morte de menino de 7 anos, em Paudalho, é apreendido no Sul do Brasil

O corpo do menino Matheus da Silva foi encontrado em uma mata em Chã de Cruz, no município de Paudalho

Caterine Costa de Oliveira
Caterine Costa de Oliveira
Publicado em 04/11/2021 às 12:47
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco confirmou, nesta quinta-feira (4), que um menor de 17 anos foi apreendido suspeito de envolvimento na morte do menino Matheus da Silva, de 7 anos, que desapareceu em 19 de outubro e foi encontrado morto dentro de uma mata em Chã de Cruz, no município de Paudalho, na Mata Norte do Estado, em 21 de outubro. O laudo médico apontou que a cauda da morte do menino seria asfixia físico, um possível afogamento.

O adolescente foi apreendido em Santa Catarina, no Sul do Brasil, por ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado. O suspeito será trazido para Pernambuco assim que o poder judiciário do estado solicitar o translado dele. A Polícia Civil informou que mais informações só serão divulgadas após a conclusão do inquérito para não atrapalhar as investigações.

>>Menino de 7 anos desaparece no Grande Recife; Polícia Militar e Bombeiros fazem buscas em mata

>>Menino de 7 anos desaparecido é encontrado morto, em Abreu e Lima

Entenda o caso

Matheus da Silva costumava brincar em frente à casa do avô, na Rua da Vitória, no bairro de Chã de Cruz, em Camaragibe, no Grande Recife, após largar da escola. No entanto, no dia 19 de outubro, ele desapareceu. Moradores da localidade e familiares iniciaram uma mobilização pela área em busca do garoto, bombeiros e polícia também entraram no caso.

>>Laudo médico aponta asfixia física como causa da morte de menino de sete anos que estava desaparecido no Grande Recife

>>Existem indícios sobre quem matou o menino de 7 anos em matagal em Camaragibe? Veja o que sabe até agora

Em 21 de outubro o corpo de uma criança em avançado estado de decomposição foi encontrado de bruços com o rosto enterrado na lama dentro de uma mata próximo ao local em que o menino foi visto pela última vez. O laudo médico realizado pelo Instituto Médico Legal comprovou que se tratava de Matheus da Silva e apontou a causa da morte como asfixia física.

O garoto foi enterrado em 22 de outubro sob forte comoção no Cemitério de Piracirica, na Zona Rural de Paudalho, na Zona da Mata de Pernambuco. Até então, as investigações sobre a morte do menino permaneciam em total sigilo, até a divulgação desta quinta-feira (4).

Mais Lidas