Pandemia

Prefeitos de Pernambuco podem decidir nesta quarta pelo cancelamento do Carnaval nas cidades do Estado; entenda


Reunião extraordinária acontece às 9h desta quarta-feira

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 30/11/2021 às 11:45
Notícia
Bruno Campos/JC Imagem
Promotores vão fiscalizar e coibir eventos carnavalescos nos municípios. - FOTO: Bruno Campos/JC Imagem
Leitura:

Após as prefeituras do Recife, Caruaru e Petrolina anunciarem nesta terça-feira (30) que cancelaram as festas públicas de réveillon, a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) convocou uma reunião extraordinária para discutir a realização do Carnaval e do réveillon nas demais cidades. 

Veja a nota enviada pela Amupe na íntegra:

"O surgimento da variante ômicron fez com que gestores municipais de todo o país, inclusive do estado de Pernambuco, cancelassem eventos de grande porte, a exemplo das festas de fim de ano e dos festejos de carnaval. Por este motivo, a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) vai realizar nesta quarta-feira (01/12), às 09h, uma assembleia extraordinária de prefeitos e prefeitas para discussão de cuidados e orientações sobre o tema.

A assembleia de amanhã marcará a volta das assembleias presenciais na Amupe. Todos os protocolos sanitários atuais serão respeitados. Segundo o presidente da Amupe e 1º secretário da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), José Patriota, o pouco que se sabe sobre a nova variante do coronavírus já deixa os gestores preocupados.

“Os primeiros estudos mostram que o vírus se torna mais transmissível, o que pode gerar uma alta demanda por leitos de enfermaria e UTI, sendo este último algo que ainda não podemos afirmar com clareza. No entanto, os prefeitos e prefeitas de Pernambuco, cautelosos, cobraram informações à Amupe sobre o tema. Alguns já tomaram a decisão e outros esperam um posicionamento do governo do Estado”, disse Patriota. A expectativa da Associação é subsidiar as prefeituras municipais para tomada de decisões.

A reunião também trará outros assuntos de interesse da gestão pública, como aplicação dos 70% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), com participação do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE/PE), gestão do tratamento de resíduos sólidos, seguranças das barragens, dentre outros."

.

Comentários


Mais Lidas