Abuso é crime! Denuncie!

Ana Paula Araújo revela abuso sexual sofrido por ela dentro de ônibus aos 18 anos: 'Lembro de cada detalhe até hoje'

De acordo com a jornalista, homem a atacou dentro do ônibus à noite

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 25/11/2021 às 12:11
Notícia
Reprodução/TV Globo
Ana Paula Araújo - FOTO: Reprodução/TV Globo
Leitura:

A apresentadora do Bom Dia Brasil, Ana Paula Araújo, de 49 anos de idade, revelou ter sido vítima de abuso sexual quando tinha 18 anos. De acordo a jornalista, o crime aconteceu em um ônibus na cidade do Rio de Janeiro, quando ela voltava para casa, à noite. 

O assunto foi abordado no podcast "Abuso", da GloboPlay. Recentemente, Ana Paula Araújo lançou o livro "Abuso: A cultura do estupro no Brasil" (Globo Livros), no qual ela aborda a temática sofrida por milhares de mulheres em todo o país. 

No episódio do podcast lançado nesta quinta-feira (25), Ana Paula lembra que, quando jovem, tinha medo de esperar ônibus sozinha, por medo de ser vítima de violência e demonstra sua surpresa ao lembrar que foi vítima justamente dentro de um coletivo.

Leia o relato de Ana Paula Araújo:

"O episódio que aconteceu comigo eu tinha 18 anos. Morava na casa de uma tia querida na Vila da Penha e voltava tarde para casa. Ia para o ponto final do ônibus para tentar pegar um lugar vazio, para tentar sentar. Nesse dia, eu consegui um lugar no último banco do ônibus, encostadinha na janela. Decidi dormir porque eu estava exausta. De repente, acordei com a mão de um homem na minha coxa, bem no alto da minha coxa", lembra.

"Eu tomei um susto com aquilo. Quando eu virei para o lado, estava aquele homem me encarando, olhando para mim, como se estivesse gostando daquilo. Eu fiquei tão assutada, indignada, revoltada, que eu não tive muita reação a não ser dizer para ele: 'Tira a mão de cima de mim, agora!'", detalha Ana. 

"Eu falei com aquela segurança de 18 anos. Talvez, hoje, eu tivesse até mais medo. Mas ele na hora tirou a mão e ficou me olhando, e eu ainda disse: 'E levanta do meu lado. Sai daqui'", acrescentou a jornalista.

Depois, o homem se levantou, mas seguiu intimidando a vítima. "Ele foi o resto da viagem em pé, talvez com medo de eu fazer algum escândalo. Só que ele ficou a viagem inteira me encarando, olhando para mim o tempo todo. Eu já não consegui mais dormir, estava completamente tensa", disse.

"Quando foi chegando perto da casa da minha tia, eu decidi saltar um ponto antes com medo dele me seguir e descobrir onde eu morava. Quer dizer, acabei me arriscando, andando um pedaço maior no escuro por causa disso. Mais de 30 anos se passaram desde aquele dia e eu ainda me lembro de cada detalhe", reforçou Ana, antes de dizer que outras mulheres que conversaram com ela também não se esquecem dos casos de abuso. 

[[LEIA-TAMBEM][218936,218821,213346,184624,174436][LEIA-TAMBEM]]

Comentários

Mais Lidas