Saúde no Recife

Coceira em Pernambuco: pessoas com sintomas devem evitar contato físico com outros indivíduos para evitar contágio, dizem médicos; saiba mais

Casais que dormem na mesma cama, por exemplo, devem ir para colchões separados, caso um dos dois esteja com coceira

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 26/11/2021 às 12:08
Notícia
Reprodução/ Internet
Surto de coceira tem preocupado população - FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

Ainda é cedo para saber o que está causando o surto de coceira que se abate sobre cidades do Grande Recife, em Pernambuco. Apesar disso, médicos especializados ouvidos pelo Jornal do Commercio são categóricos ao afirmar que, por enquanto, é prudente que pessoas sintomáticas evitem o contato físico com pessoas saudáveis, uma vez que existe a hipótese de que a doença seja contagiosa. Por enquanto, somente na capital, já foram registrados 161 casos que estão sendo investigados pela Secretaria de Saúde do município. 

"Como a gente não sabe do que se trata, não dá para dizer que não é contagioso. Não precisa o distanciamento físico [como na recomendação contra a covid-19]. É a questão do contato de pele a pele, corpo a corpo, que deve ser evitado. A pessoa não precisa se isolar, mas, por exemplo, algumas pessoas compartilham a cama. Numa situação dessa, pode até dividir o mesmo quarto, mas uma cama para cada pessoa", sugeriu o médico infectologista Demetrius Montenegro.

A dermatologista Cláudia Ferraz concorda. "É uma questão de prudência. Pode ser que [o surto esteja sendo provocado] por uma pequena partícula, como um pelo, uma cerda de um inseto dessa região e não vai haver um contágio direto, mas, até onde a gente não sabe, prudência é necessária. Sem excessos. Não existe isolamento respiratório, mas, enquanto alguém está sintomático, o isolamento de contato é prudente", explicou. 

Assista

Novos casos

Subiu de 150 para 161 o número de casos registrados de lesões cutâneas com coceira no Recife. O último dado foi divulgado na quinta-feira (25) pela prefeitura da cidade. Além disso, mais quatro cidades da região divulgaram casos semelhantes. Em Ipojuca e no Cabo de Santo Agostinho, foram registrados cinco pacientes em cada um dos municípios. Itapissuma registrou três e Igarassu teve outros quatro casos confirmados. 

Há casos confirmados também em Camaragibe (108 casos confirmados), Olinda (22), Jaboatão dos Guararapes (21), São Lourenço da Mata (6) e Paulista (6). 

[[LEIA-TAMBEM][219489,219390,219373][LEIA-TAMBEM]]

Comentários

Mais Lidas