Novo Lázaro

Caçada a Wanderson Mota já dura três dias: Veja últimas notícias sobre buscas pelo criminoso conhecido como Novo Lázaro


Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, é suspeito de matar esposa que estava grávida, enteada e fazendeiro e se esconde em área de mata no entorno do Distrito Federal

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 01/12/2021 às 10:30
Notícia
Reprodução
Wanderson Mota Protácio é procurado pela polícia de Goiás - FOTO: Reprodução
Leitura:

A força-tarefa que busca pelo caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, entrou no terceiro dia de buscas pelo criminoso. O homem é suspeito de matar a facadas a esposa grávida, uma enteada e um fazendeiro, no estado de Goiás, no último domingo. O caso faz lembrar as buscas por Lázaro Barbosa, que fugiu da polícia durante duas semanas e que, assim como Wanderson, se escondia em locais de mata. 

Nesta quarta-feira (1º), as buscas se concentram entre as cidades de Alexândia e Abadiânia. Na madrugada, o dono de uma chácara localizada a 7 quilômetros de Abadiânia trocou tiros com um homem não identificado, e a polícia acredita que o invasor da propriedade rural pode ser Wanderson. Segundo o relato do fazendeiro, ele foi surpreendido com dois disparos. O homem afirma ter revidado, mas não sabe se feriu o invasor, já que o local estava bastante escuro. 

Fazem parte das buscas agentes das polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal. Cães farejadores e um helicóptero também estão sendo usados. A região onde o criminoso se esconde é de difícil acesso. 

Triplo homicídio

De acordo com as investigações, Wanderson começou a fugir após matar a esposa, Ranieri Aranha Figueiró, de 19 anos, e a enteada, Geysa Aranha, de 2 anos e nove meses. Não se sabe exatamente o motivo do crime, mas acredita-se que o casal discutiu antes do assassinato. 

Ainda no início da fuga, Wanderson foi até uma fazenda da região, tomou refrigerante com o dono da propriedade, Roberto Clemente de Matos, de 73 anos, e, logo depois, atirou contra a cabeça do homem, que morreu na hora. Ainda no local, ele teria tentado estuprar a esposa de Roberto. Os crimes começaram em Corumbá de Goiás, que fica a 50 quilômetros de Goiânia, capital de Goiás. 

Assim que houver novidades sobre o caso, atualizaremos esta reportagem. 

Comentários


Mais Lidas