VELÓRIO

Velório de MC Boco do Borel acontece nesta segunda-feira (27)


Os fãs do cantor poderão se despedir do artista. O velório acontece às 10h, no cemitério de Santo Amaro

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 26/12/2021 às 16:20
Notícia
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Paulo Roberto Gonçalves Cavalcanti, o MC Boco do Borel, foi assassinado em 26 de dezembro de 2021 - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

Com informações da repórter Juliana Oliveira, da TV Jornal e da Rádio Jornal

O cantor pernambucano Paulo Roberto Gonçalves Cavalcanti, mais conhecido no Bregafunk como MC Boco do Borel, foi assassinado a tiros na madrugada deste domingo (26), quando se preparava para fazer um show em Ipojuca, no Litoral Sul do Estado.

O velório do artista, morto aos 34 anos, acontece hoje (26) à noite, às 19h, no cemitério de Santo Amaro, apenas para familiares e amigos. E, amanhã (27), a partir das 10h, o velório será aberto para os fãs do cantor.

 

Entenda o caso

MC Boco do Borel chegou no bar, que também funciona como uma casa de shows, na Rua dos Navegantes, em Serrambi, na cidade de Ipojuca, no Litoral Sul do Estado, junto com sua equipe. Ele teria aguardado outros dois MC's se apresentarem e, antes mesmo de subir ao palco, Boco foi surpreendido por um homem que usava uma balaclava (capuz), chegando na frente ao palco e efetuando vários disparos de arma de fogo.

Segundo a perícia, foram ao todo 15 perfurações contra o corpo do cantor, inclusive, na cabeça. MC Boco chegou a ser levado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Serrambi, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

“Vamos cobrar segurança e firmeza nas investigações. Nós já tomamos ciência de nota oficial do DHPP, que já começou as investigações, e acreditamos que vamos descobrir quem foi o meliante que efetuou os 15 tiros contra MC Boco, pedir a empresários de grupos de banda que cobrem por justiça, porque desse fato podem aparecer outros”, disse o advogado do cantor, Sergio Gonçalves.

Saída da prisão

MC Boco havia sido solto da prisão em 26 de outubro de 2021, após passar um ano e quatro meses preso por tráfico de drogas. O cantor cumpria pena no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (Pjallb), no Complexo do Curado, na Zona Oeste do Recife.

Comentários


Mais Lidas