Turismo

VÍDEO: deslizamento de pedras atinge embarcações com turistas em Capitólio, Minas Gerais


Segundo o Corpo de Bombeiros, duas pessoas morreram e 23 ficaram feridas com o deslizamento que aconteceu no Lago de Furnas, em Capitólio

Giovanna Torreão Adige Silva
Giovanna Torreão
Adige Silva
Publicado em 08/01/2022 às 14:19
Reprodução / Redes Sociais
O deslizamento aconteceu no Lago de Furnas, em Capitólio, no Centro-Oeste de Minas, nesse sábado (8) - FOTO: Reprodução / Redes Sociais
Leitura:

Quatro embarcações com turistas foram atingidas por um deslizamento de pedras no Lago de Furnas, em Capitólio, no Centro-Oeste de Minas. O caso aconteceu neste sábado (8) e, segundo o Corpo de Bombeiros de Piumhi, deixou sete pessoas mortas. 

O delegado de Capitólio informou que as vítimas são 3 mulheres e 4 homens, ainda não identificados.

>> Capitólio-MG: Jogador do Athletico-PR conta como escapou da tragédia; veja

>> Saiba como são os passeios turísticos em Capitólio, Minas Gerais

Inicialmente, o coronel dos bombeiros Edgard Estevo havia informado que estimava-se que 20 pessoas estivessem desaparecidas. Mais tarde, o tenente Pedro Aihara afirmou, em entrevista para a EPTV, afiliada Globo, que são quatro pessoas desaparecidas. As equipes conseguiram contato com as outras vítimas.

Uma equipe de 40 bombeiros e mergulhadores foi destaca para o local do acidente. As buscas, no entanto, estão suspensas durante a noite.

Atendimento de feridos

Foram 32 pessoas atendidas por causa do acidente, a maioria com ferimentos leves, de acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. Do total, 27 receberam atendimento e foram liberados, sendo 23 delas na Santa Casa de Capitólio e 4 na Santa Casa de São José da Barra.

Ao menos mais 4 pessoas seguem internadas. Duas sofreram fraturas expostas e foram encaminhadas para a Santa Casa de Piumhi. Já as outras duas pessoas estão internadas na Santa Casa de Passos. A terceira pessoa que estava em Passos foi transferida para um hospital particular e os bombeiros não souberam informar o estado de saúde dela.

Os bombeiros atestou a veracidade de um vídeo que circula na internet e mostra o exato momento em que um dos cânions atinge os barcos.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, as informações apontam que uma "tromba d'água” junto a pedras teria causado deslizamento das pedras de uma altura de mais de 5 metros.

Foram deslocadas para o local guarnições de Passos e Piumhi.

Cabeça d'água matou três no Capitólio em 2021

No dia 2 de janeiro do ano passado, uma cabeça d'água matou três pessoas no complexo de cachoeiras do Canyon Cascata Eco Parque, no Capitólio. Na época, banhistas que frequentavam o local foram surpreendidos por uma cabeça d'água e arrastados pela força da correnteza em direção ao lago da represa de Furnas.

As vítimas foram um homem de 23 anos e duas mulheres de 24 anos. No episódio, os bombeiros também resgataram 16 pessoas que ficaram ilhadas em meio à correnteza, sendo 11 com o auxílio de helicóptero e cinco pelas equipes de terra.

Prefeituras tinham definido plano de ação para evitar acidentes

Após o episódio de 2021, as prefeituras de São João Batista da Glória, São José da Barra e Capitólio definiram um plano de estudos com o objetivo de definir protocolos de segurança para o complexo de cachoeiras.

Na época, o prefeito de Capitólio detalhou o plano. "Em médio prazo estamos trabalhando questões de leis, dentro dos nossos municípios, após um plano de estudo bem elaborado e bem executado indicar o procedimento e o protocolo correto a ser seguido por cada atrativo turístico. Cada município agora vai entrar em contato com os proprietários de atrativos eco culturais, chama-los para uma reunião, passar a eles esse plano de ação e buscar com eles essa parceria para que a gente possa caminhar juntos”, afirmou.

*com informações do G1 e UOL


Mais Lidas