CASO BEATRIZ

Caso Beatriz: Quem é o autor do crime? Como a polícia identificou ele após 6 anos? Veja desdobramentos do caso


Nesta terça-feira (11), a Polícia Civil em Pernambuco conseguiu chegar ao autor do crime contra a menina Beatriz Angélica, assassinada aos 7 anos de idade.

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 11/01/2022 às 19:44
Notícia
ARQUIVO PESSOAL
CRUELDADE Beatriz Mota foi assassinada a facadas durante uma festa no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, no Sertão - FOTO: ARQUIVO PESSOAL
Leitura:

A prisão do homem acusado de matar a menina Beatriz Angélica, nesta terça-feira (11), relembrou a dor e o sofrimento do caso, que aconteceu no dia 10 de dezembro de 2015. 

O caso Beatriz completou 6 anos em dezembro de 2021. Na época, com 7 anos de idade, Beatriz participava de um evento de formatura no tradicional Colégio Maria Auxiliadora, situado na área central de Petrolina (PE), quando foi encontrada morta, com 42 facadas, dentro da instituição de ensino.

>Caso Beatriz: criança foi morta com 42 facadas em colégio; relembre o crime

Mas afinal, quem é o acusado de matar a menina Beatriz Angélica? Como a polícia identificou o autor do caso Beatriz? 

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) informou, por meio de nota, que chegou ao autor do assassinato do caso Beatriz através da Força Tarefa, criada em 2019, que investigou o caso até a elucidação do crime.

Embora a polícia não tenha divulgado a identidade do suspeito, segundo o portal G1, ele chama-se Marcelo da Silva, de 40 anos. Ele já estava preso em Salgueiro, no Sertão do Estado.

>CASO BEATRIZ: Assassino da menina é preso mais de 6 anos após crime brutal

De acordo com o órgão, a identificação do suspeito se deu por meio de análises do banco de perfis genéticos do Instituto de Genética Forense Eduardo Campos, realizadas nesta terça-feira (11), que identificou o DNA recolhido na faca utilizada no crime.

Analisando os perfis genéticos do banco, chegou-se ao DNA do suspeito, que se encontra preso por outros delitos em uma unidade prisional do Estado. Ainda de acordo com a SDS-PE, ao ser ouvido pelos delegados da Força Tarefa, ele confessou o assassinato e foi indiciado.

Mais informações sobre o autor do crime do caso Beatriz

Ainda segundo a SDS, mais informações vão ser fornecidas em coletiva realizada nesta quarta-feira (12), às 9h, no auditório da própria SDS. O evento vai contar com representantes da Polícia Civil, Polícia Científica e Ministério Público de Pernambuco.

Comentários


Mais Lidas