Feriado de São Sebastião

Dia de São Sebastião é feriado em várias cidades do país; veja quais


No Estado do Rio de Janeiro, governador decretou ponto facultativo também na sexta-feira

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 19/01/2022 às 8:24
Notícia
TANIA RRÊGO/AGÊNCIA BRASIL
Copacabana é uma das praias mais frequentadas do Rio de Janeiro - FOTO: TANIA RRÊGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Nesta quinta-feira (20), a Igreja Católica comemora o Dia de São Sebastião, um dos santos mais populares da religião no Brasil. Em algumas cidades, onde Sebastião é o padroeiro, a quinta-feira será feriado. Veja lista:

Onde é feriado nesta quinta-feira por causa do Dia de São Sebastião?

Rio de Janeiro (capital)

Ribeirão Preto (SP)

São Sebastião (SP)

Feriado prolongado no Rio

Em comemoração ao Dia do Santo, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, decretou ponto facultativo na sexta-feira (21). Deste modo, muitos cariocas vão ter um feriado prolongado, entre a quinta e o domingo. 

São Sebastião

*ACI Digital

Nascido em Narbonne, no século III, filho de uma família nobre, chegou a ser capitão da Guarda do Palácio Imperial em Roma. (A história completa de São Sebastião, você encontra clicando aqui).

Recebeu o batismo e sempre zelou por ele em sua vida e também na dos seus irmãos. Era respeitado por todos e apreciado pelo imperador, que desconhecia sua qualidade de cristão. Cumpria a disciplina militar, mas não participava dos sacrifícios idolátricos.

Como bom cristão, exercitava o apostolado entre seus companheiros, visitava e alentava os cristãos presos por causa de Cristo.

.

Diz-se que um dia foi a um mártir que se sentia desencorajado diante das lágrimas de sua família. O santo o encorajou a ficar firme e dar a sua vida por Jesus Cristo. Desta forma, o homem pôde dar testemunho do glorioso martírio.

Até que, em certa ocasião, foi denunciado ao imperador, que o obrigou a escolher entre ser seu soldado ou seguir Jesus Cristo.

O santo respondeu dizendo que iria continuar a ser um seguidor de Cristo até o fim e foi condenado à morte por flechadas.

Os soldados, então, o levaram ao estádio, despiram-no, amarraram-no a um poste e lançaram sobre ele uma chuva de flechas, dando-o por morto.

Mas, seus amigos perceberam que ele ainda estava vivo. Uma mulher, esposa de um mártir, levou-o para sua casa, onde o manteve escondido. Ela cuidou dele até que ficou restabelecido.

Com a saúde recuperada, apresentou-se novamente diante do imperador, repreendendo-o por perseguir os cristãos.

O imperador, então, mandou que fosse açoitado e, desta vez, Sebastião não resistiu e acabou morrendo, por volta do ano 300.

Comentários


Mais Lidas